UAI
Publicidade

Estado de Minas POLÊMICA

Usuários criticam Camila Loures após influenciadora expor motorista de Uber

Camila Loures afirmou ter sido expulsa do carro de aplicativo após pedir para fechar os vidros. Influenciadora postou um print do perfil do motorista


19/05/2022 15:54 - atualizado 19/05/2022 16:45

Camila Loures
Influenciadora Camila Loures protagonizou polêmica nas redes sociais (foto: Reprodução / Instagram)
 

 

Os termos "Camila Loures" e "Uber" estão entre os assuntos mais comentados do Twitter desde esta quarta-feira (18/5). Tudo começou com uma série de stories da influenciadora mineira em que ela alegava ter sido expulsa de um carro de aplicativo após pedir para fechar os vidros por conta do frio.


“Ele falou 'não posso fechar, protocolos do Covid' e eu falei 'beleza, mas está muito frio, tem como fechar um pouquinho mais?' e ele falou 'eu vou parar aqui e você pede outro carro'”, relata Camila em um dos vídeos. Ao descrever a situação, a qual chamou de desesperadora, ela utilizou a imagem do perfil do motorista do aplicativo.

 

 

Além da identificação por foto e nome, o perfil contém, ainda, a nota do motorista, que é de 4,93 estrelas, e o tempo prestando serviço no aplicativo - 5 anos. Na manhã desta quinta (19), perfis nas redes sociais afirmavam que Marcos, o motorista, havia sido desligado da plataforma do Uber.

 

 


Não demorou para que os internautas criticassem a ação da influenciadora e até pedissem um boicote para as marcas das quais Camila é embaixadora. Outros usuários recuperaram stories com episódios anteriores de Camila Loures utilizando o Uber, em que ela compartilhava ter entornado bebidas no carro de aplicativo e quando a influenciadora disse estar debaixo das cobertas mesmo após o motorista ter chegado. Confira alguns tuítes:

 

 

 

 

 

 

 

 

Nas redes sociais, o perfil oficial da Uber no Brasil afirma que o motorista segue ativo na plataforma, que está apurando o caso e que utiliza protocolos rígidos para a avaliação dos eventos. 

 

 

 

Procurada pelo Estado de Minas, a Uber afirmou, por meio de nota, que "orienta todos os seus parceiros e usuários que sigam o que determinam as normas e autoridades locais" e que "nas cidades em que não houver exigência da abertura de janelas, isso passa a ser facultativo".

 

"De qualquer forma, muitas pessoas ainda podem se sentir mais seguras seguindo os protocolos devido a condições de saúde pessoal ou familiar, portanto, pedimos que cada um respeite as preferências individuais do outro", diz um trecho da nota.

 

A empresa afirma ainda que espera que motoristas e passageiros "não se envolvam em brigas e discussões e que contatem imediatamente as autoridades policiais sempre que se sentirem ameaçados". 

 

A reportagem também tentou contato com a assessoria de Camila Loures, que não se manifestou até a publicação desta matéria.  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade