UAI
Publicidade

Estado de Minas OPERAÇÃO

BH: trio falsifica dados de médicos para revender botox e ácido hialurônico

Investigações duraram cerca de dois meses e revelaram que os criminosos utilizavam os documentos falsos dos profissionais de saúde para abrir contas em bancos


21/10/2021 13:35

Grupo de policiais durante operação
Três pessoas foram presas no âmbito da operação Full Time (foto: PCDF/Divulgação)

Três pessoas foram presas no âmbito da operação Full Time, deflagrada pela Coordenação de Repressão aos Crimes Contra o Consumidor da Polícia Civil do Distrito Federal (Corf/PCDF), na manhã desta quinta-feira (21/10). O grupo criminoso é acusado de falsificar documentos de médicos e de dentistas para comprar produtos estéticos, como botox e ácido hialurônico , para revender.
As investigações, que duraram cerca de dois meses, revelaram que o trio utilizava os documentos falsos dos profissionais de saúde residentes em São Paulo e Belo Horizonte para abrir contas em instituições bancárias, onde solicitavam cartões de crédito e financiamento. "Eles ainda usavam os dados dos médicos, biomédicos e dentistas para comprar produtos estéticos com cartões clonados, onde revendiam esses produtos por um valor abaixo do mercado", detalhou o delegado à frente do caso, Wisllei Salomão.

Na tentativa de despistar a polícia e ocultar o lucro com o dinheiro da atividade ilícita, o trio adquiriu, ainda, carros luxuosos. Segundo as investigações, o grupo cometia esse tipo de crime há, pelo menos, dois anos. Os três acusados, duas mulheres e um homem, foram presos temporariamente. Os mandados foram cumpridos em Samambaia e Santa Maria. A PCDF também cumpriu sete mandados de busca e apreensão em Águas Claras, Samambaia, Santa Maria e Goiânia (GO).



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade