Publicidade

Estado de Minas PESQUISA

85,4% dos brasileiros pretendem se vacinar contra a COVID-19, diz pesquisa

Levantamento feito pelo instituto Paraná Pesquisas apontou que a maioria da população, que ainda não foi contemplada com a vacina, pretende se imunizar


22/06/2021 10:28 - atualizado 22/06/2021 12:22

As entrevistas foram realizadas entre os dias 2 a 16 junho, em todos os estados dos país(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
As entrevistas foram realizadas entre os dias 2 a 16 junho, em todos os estados dos país (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Pesquisa de opinião pública realizada pelo instituto Paraná Pesquisas mostra que 85,4% dos brasileiros que ainda não receberam a dose do imunizante contra a COVID-19 pretendem se vacinar. Outros 12% não têm intenção de se imunizar e 2,6% preferiram não opinar.

O levantamento foi feito com 2.002 habitantes, de 16 anos ou mais, nos 26 estados e Distrito Federal, e em 152 municípios brasileiros, entre 2 a 16 de junho. A margem estimada de erro é de, aproximadamente, 2,0%, para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%.

De acordo com o estudo, 86,9% das mulheres brasileiras disseram que pretendem comparecer às unidades de saúde para receber a proteção e 9,7% responderam que não. Já os homens apresentam números um pouco menores de aceitação e maiores de rejeição do que as pessoas do sexo femino: 83,8% disseram que desejam ser vacinados e 14,5% declinaram.

Os mais novos, com 16 a 24 anos, são os que mais têm a intenção de se imunizar, sendo 89,8% do resultado. Por outro lado, a menor taxa de pretensão foi entre as pessoas com idade entre 25 a 34 anos, com 83,1% de respostas positivas e 14,2% de negativas.

Questionados sobre se conheciam algum parente ou amigo que não vai se vacinar contra a COVID-19, 63,9% dos participantes da pesquisa responderam não, 34,5% sim e 1,5% não sabe ou não opinou.

O sentimento de lentidão acerca da imunização contra o coronavírus no Brasil também é compartilhado pela maioria. Segundo o Instituto, 49,3% acreditam que a velocidade da campanha no país está baixa e 36,1% média. Apenas 12,2% dos entrevistados disseram considerar as aplicações dos imunizantes em alta velocidade.

Em relação à confiabilidade da população sobre a eficácia das vacinas, 12,4% disseram considerá-las muito eficazes, 46,2% eficazes, 17,8% pouco eficazes e 4,6% nada eficazes. O número de pessoas que não souberam opinar também foi alto, sendo 18,9% do total.

As vacinas atualmente disponíveis no Brasil são a CoronaVac (parceria entre o laboratório chinês Sinovac e o Instituto Butantan); AstraZeneca (desenvolvida na Inglaterra e produzida no Brasil pela Fiocruz) e a Pfizer (desenvolvida pelo laboratório norte-americano).

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.


Quais os sintomas do coronavírus?

Desde a identificação do vírus Sars-CoV2, no começo de 2020, a lista de sintomas da COVID-19 sofreu várias alterações. Como o vírus se comporta de forma diferente de outros tipos de coronavírus, pessoas infectadas apresentam sintomas diferentes. E, durante o avanço da pesquisa da doença, muitas manifestações foram identificadas pelos cientistas. Confira a relação de sintomas de COVID-19 atualizada.

O que é a COVID-19?

A COVID-19 é uma doença provocada pelo vírus Sars-CoV2, com os primeiros casos registrados na China no fim de 2019, mas identificada como um novo tipo de coronavírus pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em janeiro de 2020. Em 11 de março de 2020, a OMS declarou a COVID-19 como pandemia.


Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade