Publicidade

Estado de Minas REMÉDIO VENERADO

Manifestantes prestam continência a caixa de cloroquina; imagem viraliza

O momento foi registrado nesta quinta-feira (25/03), durante uma manifestação em prol do uso do tratamento precoce e contra o lockdown


26/03/2021 09:55 - atualizado 26/03/2021 10:38

Manifestação reuniu cerca de 100 pessoas em frente à prefeitura de São Leopoldo (RS)(foto: Reprodução internet)
Manifestação reuniu cerca de 100 pessoas em frente à prefeitura de São Leopoldo (RS) (foto: Reprodução internet)
Uma imagem de um grupo manifestantes prestando continência a uma caixa figurativa do remédio cloroquina está viralizando nas redes sociais. O registro foi feito na tarde desta quinta-feira (25/03), durante um protesto em defesa do tratamento precoce da COVID-19 e contra o lockdown, ocorrido em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul.
 
 

Cerca de 100 pessoas, vestidas com as cores da bandeira brasileira, se reuniram em frente à prefeitura da cidade. Segundo o "Jornal NH", além de carregarem uma caixa gigante do medicamento e cartazes, os participantes autonomearam-se como "Faxina da Prefeitura" e, simbolicamente, com vassouras, água e sabão, 'limparam' a calçada do local. 

Além da defesa do uso de remédios, ainda sem eficácia comprovada de benefício ou prevenção da COVID-19, os manifestantes também protestaram pela volta às aulas presenciais nas escolas da cidade e contra o lockdown como medida de prevenção do vírus.  

O "Jornal NH" ainda informa que, após os manifestantes fazerem um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do coronavírus, disseram que esse cenário "poderia ser evitado se estivéssemos com o uso do tratamento precoce".

De acordo com o boletim epidemiológico da prefeitura de São Leopoldo, a cidade confirmou 73 casos e 13 mortes por COVID-19, entre os dias 13 e 24 de março. Ao todo, até o momento, 396 foram vítimas da doença.

Prefeito quer lockdown


No último sábado (20/03), o prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, anunciou que apresentaria, na segunda-feira (22/03), uma proposta de lockdown de uma semana ao Comitê Municipal de Atenção do Coronavírus, que tem participação dos cidadãos da cidade. Caso aprovada, a medida começaria a valer a partir da quarta (25/03).

No entanto, o fechamento total para contenção do coronavírus acabou sendo adiado no município gaúcho. Segundo informações da prefeitura de São Leopoldo, o comitê decidiu por dar continuidade, até 4 de abril, apenas a um decreto mais rígido com regras de distanciamento, conforme protocolos do governo do Rio Grande do Sul. 

“Nossos indicadores sugerem que teremos uma redução da pressão na rede de saúde e busca por internações mais agressivas nas próximas semanas, pois as nossas medidas de restrição das últimas três semanas começam a ter resultado. Fizemos a partir da decisão do Comitê, esse acompanhamento ao sistema do Governo do Estado com regras intermediárias a partir de hoje, mas sigo defendendo que o governador deva implementar medidas mais duras de isolamento social regional, como um lockdown verdadeiro que possa frear a contaminação e o avanço deste vírus de forma mais significativa”, disse o prefeito Ary Vanazzi durante a reunião virtual.

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.


transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.


A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia
  • Em casos graves, as vítimas apresentam:
  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
  • Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus 

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.


Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:




receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade