Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Começa reunião da Anvisa que pode liberar vacinas; acompanhe ao vivo

Em pauta, pedidos emergenciais feitos por Instituto Butantan e Fundação Oswaldo Cruz; oito milhões de doses estão em jogo


17/01/2021 10:20 - atualizado 17/01/2021 13:28

Antônio Barra Torres, diretor-presidente da Anvisa, iniciou reunião pouco depois das 10h.(foto: Reprodução/TV Brasil)
Antônio Barra Torres, diretor-presidente da Anvisa, iniciou reunião pouco depois das 10h. (foto: Reprodução/TV Brasil)
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) iniciou, pouco depois das 10h deste domingo (17/01), a reunião que pode definir sobre a utilização emergencial das vacinas contra a COVID-19. Em pauta, estão pedidos feitos pelo Instituto Butantan e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Se o pedido do Butantan for aprovado, seis milhões de doses da CoronaVac, de origem chinesa, poderão ser ministradas. No que tange à Fiocruz, estão em jogo dois milhões de expemplares da vacina produzida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, em parceria com o laboratório AstraZeneca.

O encontro é transmitido ao vivo pelo canal da agência reguladora no YouTube. Acompanhe:



A duração prevista do encontro é de cinco horas. "O inimigo é um só. Nossa chance — nossa melhor chance — nesta guerra passa, obrigatoriamente, pela mudança de comportamento social”, disse Antônio Barra Torres, diretor-presidente da Anvisa, ao dari início à reunião.

Reunião da Anvisa: o que está em jogo, os critérios de análise e quem vota

As propostas vacinais serão analisadas por cinco diretores da agência, após uma série de apresentações sobre os dois imunizantes. A votação é por maioria simples. Portanto, se três dos cinco votantes derem aval a um dos pedidos, ele será concedido.


 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade