Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Coronavírus: 81% dos brasileiros foram impactados economicamente, diz pesquisa

Os dados também apontam que 39% dos brasileiros sentiu crises de ansiedade, depressão ou problemas psicológicos durante este período de isolamento social


postado em 20/04/2020 10:19 / atualizado em 20/04/2020 11:56

(foto: Reprodução/ Fickr)
(foto: Reprodução/ Fickr)
Em meio à pandemia do novo coronavírus, 81,9% dos brasileiros foram impactados economicamente. Esses dados são da pesquisa feita pelo Paraná Pesquisa entre os dias 13 e 16 de abril de 2020. Dentre os 2.218 entrevistados, 33% respondeu que foi “muito impactado”, 19% que o impacto é equivalente ao “normal de uma crise” e 29,4%  respondeu que apesar de terem sido afetados, foram “pouco”.


Ainda de acordo com a pesquisa, 57,1% da população não sentiu crises de ansiedade, depressão ou qualquer problema psicológico durante este período de isolamento social. Dentre estes, que não foram afetados psicologicamente, 59,6% eram homens e 54,8% mulheres. 

Vale ressaltar que 39,3% sentiu sim os efeitos psicológicos. Liderados pelas mulheres com 41,6% das respostas positivas contra 36,8% das respostas masculinas. 

A pesquisa do Paraná Pesquisa atinge um grau de confiança de 95,0% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 2,0% para os resultados gerais. O trabalho de levantamento de dados foi feito através de questionários online com habitantes com 16 anos ou mais em 26 Estados e Distrito Federal e em 212 municípios brasileiros.

Nas análises das questões por localidade, o grau de confiança atinge 95,0% para uma margem de erro de 3,0% para o estrato da Região Sudeste, onde foram realizadas 965 entrevistas, 4,0% para o estrato da Região Nordeste, onde foram realizadas 597 entrevistas, 5,5% para o estrato da Região Norte + Centro-Oeste onde foram realizadas 332 entrevistas e 5,5% para o estrato da Região Sul, onde foram realizadas 324 entrevistas. 
 
*A estagiária está sob supervisão do subeditor Frederico Teixeira
 
 

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia


Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

Gráficos e mapas atualizados: entenda a situação agora
Vitamina D e coronavírus: o que já sabemosCoronavírus: o que fazer com roupas, acessórios e sapatos ao voltar para casa
Animais de estimação no ambiente doméstico precisam de atenção especial
Coronavírus x gripe espanhola em BH: erros (e soluções) são os mesmos de 100 anos atrás



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade