Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Mulher descumpre quarentena, é detida em Araraquara e acusa 'comunistas'

Em meio a chutes e gritos, ela alegou que o coronavírus era uma ação 'armada para implantar uma ditadura comunista' no país


postado em 13/04/2020 16:27 / atualizado em 13/04/2020 16:58

(foto: Reprodução/Twitter)
(foto: Reprodução/Twitter)
Uma mulher de 44 anos foi detida pela Guarda Civil Municipal da cidade de Araraquara,  250 quilômetros de São Paulo, na manhã desta segunda-feira (13) após descumprir o decreto da prefeitura de isolamento social contra o novo coronavírus. As imagens que mostram ela se recusando a sair de uma praça viralizaram na internet. Em meio a chutes e gritos, a mulher alegava que o “circo do coronavírus" era armado para "implantar uma ditadura comunista”.
 
 
De acordo com o coronel João Alberto Nogueira, a mulher foi abordada pelos guardas e se recusou a sair da Praça dos Advogados, localizada em uma região nobre da cidade. Por determinação de um decreto, o local está fechado para práticas esportivas e de lazer. "Foi pedido para ela se retirar e isso não aconteceu. Ela insistiu em ficar na praça e agrediu a guarda que fez a abordagem", afirma.

Depois da abordagem dos policiais, a mulher se exaltou e respondeu que era uma “pessoa livre”. “Aqui não é comunismo. Comunismo é lá na China, onde o PT está se afiliando. Esse circo de coronavírus não funciona comigo, armaram para implantar uma ditadura comunista”, gritava.
 
Após 20 minutos de uma tentativa de diálogo, ela teria resistido à abordagem, mordeu uma das guardas e foi presa, sendo levada ao plantão policial. Ao ser conduzida até o carro da Guarda Civil, a mulher bradava: “comunistas do caramba”.
 
Em entrevista ao portal A Cidade On, ela alegou que a Constituição garantia o direito de estar na praça."Estava caminhando sozinha para aumentar minha imunidade, me sentei para descansar e fui abordada. Cinco pessoas vieram me abordar e estava sufocada, me machucaram e  por isso acabei mordendo uma guarda. A Constituição me garante o direito de estar na praça", diz. Ela passaria por exame de corpo de delito.
 

Entenda

 
A Prefeitura de Araraquara decretou quarentena para conter o surto de coronavírus. Na cidade estão sendo realizadas diariamente operações para orientar os usuários dos principais parques e áreas de esportes e lazer.
 
O decreto municipal vedou o acesso da população aos equipamentos públicos, parques e praças municipais, bem como suspendeu os programas e atividades culturais e esportivas, proibindo assim qualquer ação que implique ou resulte em aglomeração de pessoas.
 
 
*Estagiária sob supervisão do subeditor Eduardo Murta
 

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia


Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

Especial: Tudo sobre o coronavírus 

Coronavírus: o que fazer com roupas, acessórios e sapatos ao voltar para casa

Coronavírus é pandemia. Entenda a origem desta palavra

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade