UAI
Publicidade

Estado de Minas CHECAMOS

Foto de protesto de 2016 é incorretamente atribuída a ato pró-Bolsonaro de 7 de setembro

A foto, na verdade, foi feita em 13 de março de 2016, durante um protesto a favor do impeachment da então presidente Dilma Rousseff (PT)


08/09/2021 20:53 - atualizado 08/09/2021 20:53


 

Captura de tela feita em 8 de setembro de 2021 de uma publicação no Facebook ( . / )
Captura de tela feita em 8 de setembro de 2021 de uma publicação no Facebook ( . / )
Uma imagem de uma grande multidão reunida na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, foi compartilhada mais de mil de vezes em redes sociais desde 7 de setembro de 2021 como se retratasse uma das manifestações pró-governo realizadas no dia da Independência do Brasil. A foto, na verdade, foi feita em 13 de março de 2016, durante um protesto a favor do impeachment da então presidente Dilma Rousseff (PT).


“Você não verá esta imagem na Grande Imprensa!! Rio de Janeiro neste momento!!” , diz uma das legendas que acompanha a foto em publicações no Facebook ( 1 , 2 , 3 ) e Twitter ( 1 , 2 , 3 ). “Copacabana absolutamente lotada. Maravilhosa” , escreveu outra usuária no último feriado de 7 de setembro. 

Nessa data, manifestantes se reuniram nas principais cidades do país em atos convocados pelo presidente Jair Bolsonaro. O mandatário discursou em duas das manifestações do dia da Independência, onde repetiu seus ataques às instituições e ao sistema eleitoral brasileiro.

A foto compartilhada nas redes não retrata, contudo, um desses atos.

Uma busca reversa no Google mostra que a mesma imagem foi publicada em 13 de março de 2016 pela Agência Brasil. Creditada à fotógrafa Tânia Rêgo, a foto ilustrava uma reportagem sobre protestos realizados no mesmo dia contra a então presidente Dilma Rousseff (2011 - 2016).
Comparação feita em 8 de setembro de 2021 entre imagem publicada em 2016 no site da Agência Brasil (E) e a foto compartilhada no Facebook ( . / )
Comparação feita em 8 de setembro de 2021 entre imagem publicada em 2016 no site da Agência Brasil (E) e a foto compartilhada no Facebook ( . / )

A AFP também cobriu os protestos de 2016 , que tinham como principais bandeiras o combate à corrupção e o impeachment de Dilma. Imagens feitas na época pelo fotógrafo da agência Vanderlei Almeida ( 1 , 2 ) mostram o mesmo cenário visto na foto agora viralizada.

Segundo divulgado em 2016 pelos organizadores, cerca de 1,5 milhão de manifestantes teriam participado do protesto em Copacabana. Em 7 de setembro de 2021, a estimativa de comparecimento ao ato realizado no mesmo lugar foi de 20 mil pessoas

“Apoio ao Juiz Moro”

Outro elemento confirma que o registro compartilhado nas redes não retrata uma das manifestações pró-Bolsonaro de 7 de setembro de 2021: um cartaz visto no canto inferior esquerdo da imagem que traz os dizeres “Apoio ao Juiz Moro”

Sergio Moro, ex-juiz do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, era uma das figuras de destaque durante os protestos de 2016. Na época, o magistrado comandava o julgamento em primeira instância dos crimes identificados no âmbito da operação Lava Jato, incluindo alguns envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Moro se tornou aliado do presidente Jair Bolsonaro em 2018, quando aceitou assumir o Ministério da Justiça e Segurança Pública. No entanto, em abril de 2020, o ex-juiz rompeu com o governo Bolsonaro , pedindo demissão do cargo e acusando o presidente de tentar interferir em investigações policiais. 

Desde então, Moro é alvo de fortes críticas por parte de partidários de Bolsonaro e é visto como um possível adversário nas eleições presidenciais de 2022. 

A AFP cobriu a manifestação do último dia 7 de setembro em Copacabana. Abaixo, imagens que efetivamente retratam o ato deste dia: 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade