Publicidade

Estado de Minas

Post de Maduro com recomendação de mistura de ervas para combater coronavírus é deletado pelo Twitter

Presidente venezuelano disse ter recebido artigos de um renomado cientista do país


postado em 26/03/2020 09:29 / atualizado em 26/03/2020 09:49

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, recomendou ao povo venezuelano um suposto antídoto para o coronavírus. Nesta quarta-feira, 25, o líder chavista usou sua conta no Twitter para indicar uma mistura de ervas como uma forma eficaz no combate ao vírus. A rede social apagou a mensagem momentos após a publicação.

No texto, Maduro disse ter recebido alguns artigos "do renomado cientista venezuelano Sirio Quintero" sobre o covid-19 e compartilhou três documentos com os tais estudos desenvolvidos no país. Um dos documentos apresentava como antídoto uma mistura contendo capim-santo, gengibre, sabugueiro, pimenta do reino, limão e mel de abelha.

Logo após a publicação, a rede social apagou a mensagem do presidente. O Twitter adotou novas regras frente a pandemia de coronavírus, prevendo cláusulas sobre disseminação de conteúdos enganosos sobre o Covid-19. Autoridades políticas brasileiras, como o senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, tiveram conteúdos removidos pela rede por infringir a mesma normativa.

O avanço do coronavírus na Venezuela tem preocupado autoridades locais e órgãos mundiais. No começo da semana, o país havia confirmado 70 casos da doença em duas semanas, um número baixo, mas que desperta o medo nos médicos, para quem o governo do presidente Nicolás Maduro estaria despreparado para lidar com uma pandemia.

Segundo pesquisa feita entre novembro de 2018 e setembro de 2019 em 104 hospitais de 22 Estados venezuelanos, no ano passado, ao menos 70% dos hospitais tiveram fornecimento de água apenas uma ou duas vezes por semana e 63% reportaram falta de energia elétrica, sendo que 164 mortes foram atribuídas a esses problemas.

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia


Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:


Publicidade