UAI
Publicidade

Estado de Minas SUL DE MINAS

Morre Ramón Villar, ex-diretor da Fundação João Pinheiro

Prof. Ramón tinha 91 anos e morreu no hospital em Santa Rita do Sapucaí. Ele foi enterrado em São Sebastião da Bela Vista, onde atuou como sacerdote


20/06/2022 19:16 - atualizado 20/06/2022 19:26

Professor estava internado em hospital do Sul de Minas
Professor estava internado em hospital do Sul de Minas (foto: Redes Sociais)
Morreu em Santa Rita do Sapucaí, no Sul de Minas, na tarde desse domingo (19/06), aos 91 anos, o sociólogo Prof. Ramón Villar Paisal.
 
Homem de vasta cultura e que falava fluentemente diversas línguas, incluindo latim e grego, Prof. Ramón colaborou com diversas instituições do Sul de Minas e também atuou como sacerdote.
 
O falecimento aconteceu no Hospital Antônio Moreira da Costa, entretanto, a causa não foi informada, mas, segundo informações, aparentemente ele tinha um câncer nos pulmões, o que será investigado.
 
Prof. Ramón Villar deixa a esposa, Eudy Vasconcelos Villar, uma filha, Natália Vasconcelos Vilar, e um neto, Lucas Villar Borsato.
 
 
Em 2019, a Câmara Municipal de Santa Rita do Sapucaí lhe concedeu o título de cidadão honorário santa-ritense.
 
“O Poder Legislativo Municipal agora manifesta solidariedade à sua família pela irreparável perda”, lamentou a Câmara.

Nascido em Caldas de Reyes, na Galiza (Espanha), ele passou a maior parte da vida no Brasil.
 
Se mudou para Santa Rita pela primeira vez, aos 20 anos, como padre jesuíta, para ficar na cidade por três meses, mas permaneceu lá inicialmente por 11 anos, entre 1971 e 1982, período em que ajudou a fundar a Faculdade de Administração de Informática (FAI), sendo seu primeiro diretor.
 
Depois de pouco tempo atuando como padre, deixou o celibato.
 
Ainda em SRS, ele colaborou também com a ETE FMC, a Paróquia Santa Rita de Cássia, jornais locais e outras instituições.
 
Ele ainda foi secretário municipal de Administração no segundo governo do prefeito Ronaldo Carvalho, em 2005, função que acumulou com a presidência da Academia de Ciências e Letras da cidade.
 
Fora do município, ele também foi pró-reitor da Universidade Federal de Rondônia, na década de 80, diretor da Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG) e diretor das Fundações João Pinheiro e Renato Azeredo (esta última, na época, já com mais 80 anos).
 
Seu corpo foi velado na Funerária Santa Rita, em Santa Rita do Sapucaí.
 
Cumprindo um desejo dele, o sepultamento aconteceu em São Sebastião da Bela Vista, onde foi pároco por muitos anos de década de 70.
 
O enterro estava marcado para às 15h desta segunda-feira (20/06).
 
Prefeitura emitiu nota de pesar
Prefeitura emitiu nota de pesar (foto: Prefeitura de Santa Rita do Sapucaí)
 
Iago Almeida, especial ao EM


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade