UAI
Publicidade

Estado de Minas CRIME HEDIONDO

Pai abusava das filhas de 11 e 13 anos durante o banho, diz polícia

A cunhada do investigado, atualmente com 19 anos, também teria sido violentada quando tinha 11 anos. Crimes ocorreram em Espera Feliz


25/05/2022 16:28 - atualizado 26/05/2022 00:38

Imagem ilustrativa mostra menina sentada chorando em sombra
Suspeito de abusar das próprias filhas foi preso nessa terça-feira (24/5) na zona rural de Espera Feliz, na Zona da Mata mineira, durante operação da Polícia Civil (foto: iStock Photo/Imagem ilustrativa)
A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informou nesta quarta-feira (25/5) que um homem de 52 anos foi preso na cidade de Espera Feliz, na Zona da Mata mineira, sob suspeita de estuprar de forma recorrente as próprias filhas, duas de 11 e outra de 13 anos, durante o banho.

A prisão preventiva aconteceu nessa terça-feira (24/5) após a PCMG obter um mandado expedido pela Justiça no município. O suspeito foi encontrado em uma lavoura de café, na zona rural de Espera Feliz.
Ao Estado de Minas, a assessoria da Polícia Civil informou que os abusos contra as filhas começaram quando elas tinham apenas 10 anos, persistindo até a separação do casal, cuja data não foi especificada. A cunhada do investigado, atualmente com 19 anos, também teria sido violentada quando tinha 11 anos.

O estupro contra as próprias filhas aconteciam sempre após a esposa sair para trabalhar. Quando as meninas iam tomar banho, o pai entrava no banheiro, que não tinha tranca na porta, e forçava a relação sexual com as vítimas, detalhou a PCMG à reportagem.

Em nota oficial no início da manhã, a Polícia Civil mineira esclareceu que as investigações começaram em fevereiro deste ano, depois que a ex-companheira do suspeito, acompanhada pelas três filhas do casal, compareceram à delegacia para denunciar os abusos. "As vítimas só tiveram coragem de denunciar o crime depois que o casal se separou", pontuou a PCMG.

O inquérito foi concluído e encaminhado à Justiça. A ação foi coordenada pela equipe da 34ª Delegacia de Polícia em Espera Feliz.

Os crimes praticados pelo suspeito estão qualificados dentro do Código Penal por meio do artigo 217-A - que prevê pena de reclusão de oito a 15 anos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade