UAI
Publicidade

Estado de Minas CULPADA

Mulher é condenada a 22 anos por mandar matar o marido em BH

Luciane Araújo Silva foi condenada a 22 anos pelo crime que aconteceu em 2019, na Região do Barreiro em Belo Horizonte


25/05/2022 15:39 - atualizado 25/05/2022 15:56

júri de Luciene
A decisão do júri foi anunciada na tarde desta quarta-feira (25/5), no Fórum Lafayette (foto: Reprodução/TJMG)
Luciane Araújo Silva, acusada de mandar matar o marido em 2019, foi condenada a prisão por homicídio triplamente qualificado. A decisão do júri foi anunciada na tarde desta quarta-feira (25/5), no Fórum Lafayette, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte.

A mulher deve cumprir pena de 22 anos em regime fechado. A defesa de Luciane negava a participação da acusada no crime, tese que, segundo os advogados, se sustentavam pela falta de provas que a ligassem à ordem de assassinar o marido.

Durante o julgamento, as testemunhas foram dispensadas e a acusada ficou em silêncio durante todo o interrogatório. 

O caso


Em 2019, Joaniz Divino de Almeida, de 33 anos, foi encontrado morto, dentro de casa, no Bairro Mineirão, Região do Barreiro, em BH. De acordo com as investigações, o amante da mulher teria recebido R$ 50 para cometer o crime. 

Segundo a polícia, na época, a mulher estava interessada em receber o seguro de vida do marido. Além disso, alegava ser vítima de agressões. 

Joaniz foi encontrado com os pés e mãos amarrados e com marcas de esfaqueamento, além de ter sido amordaçado. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade