UAI
Publicidade

Estado de Minas SUL DE MINAS

Suspeitos de aplicar golpes são alvo do Gaeco; prejuízo chega a R$ 600 mil

Organização criminosa de Varginha, no Sul de Minas, é dedicada à prática de crimes de estelionato e receptação


19/05/2022 12:14 - atualizado 19/05/2022 13:27

Coordenador do Gaeco, Igor Serrano.
O coordenador do Gaeco, Igor Serrano, vai falar sobre o caso em coletiva às 13h30 em Varginha (foto: Reprodução TV Alterosa Sul de Minas)
O Ministério Público, a Polícia Civil e a Polícia Militar combatem crimes de estelionato e receptação em Varginha, no Sul de Minas. A operação ‘Conto do Vigário’ acontece nesta quinta-feira (19/05). O alvo é uma quadrilha que deixou um prejuízo de R$ 600 mil.
 
Segundo o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado - GAECO, a operação ‘Conto do Vigário’ é destinada a desmantelar associação criminosa atuante na cidade de Varginha e região.
 
Os envolvidos são suspeitos de crimes de estelionato e receptação. As investigações apontam que o grupo deixou um prejuízo de R$ 600 mil. Nesta quinta-feira (19/05), foi oferecida a denúncia com duas pessoas pela prática de sete crimes, sendo cinco estelionatos, associação criminosa e receptação.
 
A equipe cumpre cinco mandados judiciais, que são dois de prisão preventiva e três de busca e apreensão. Os denunciados possuem diversos registros e processos pela prática de crimes da mesma espécie
 
“Segundo as investigações, passando-se por assessor parlamentar e por policiais civis, fazendo uso de identidades falsas e supostos uniformes, os dois denunciados, em conluio com ao menos mais duas pessoas ainda não identificadas, aproximaram-se dos ofendidos e fizeram amizade duradoura. Após, a pretexto da aquisição de veículos automotores, troca de cheques e abertura de uma casa lotérica, em elaborado esquema de engano, obtiveram das vítimas aproximadamente R$600.000,00 em dinheiro. Constatou-se, ao final, que promessa alguma foi cumprida”, explica Gaeco.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade