UAI
Publicidade

Estado de Minas SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA

Betim decreta situação de emergência e Copasa pede racionamento voluntário

Escolas, creches e unidades de saúde registraram problemas no abastecimento de água após rompimento de uma adutora


04/03/2022 22:06 - atualizado 04/03/2022 22:06

Rompimento de adutora
Rompimento de adutora (foto: Edésio Ferreira/EM - DA Press)
A Prefeitura de Betim publicou nesta sexta-feira (4/3) um decreto declarando Situação de Emergência na cidade da Região Metropolitana de BH. O motivo que levou a esse decreto foi o rompimento de uma adutora da Companhia de Saneamento e Abastecimento (Copasa) nessa terça-feira (1) que prejudicou a distribuição de água em vários bairros do município.
 
Esse decreto autoriza todos os órgãos municipais a se mobilizarem para atuarem com as ações necessárias para minimizar os efeitos da falta de abastecimento de água potável. O decreto também convoca a população a consumir a água de forma racional para evitar uma possível escassez completa dos reservatórios, o que poderia afetar o funcionamento dos serviços essenciais. A Copasa também pediu por um racionamento voluntário da população até que a obra na adutora esteja cconcluída.
 
Ele também estabelece a dispensa de licitação, por parte da prefeitura, para contratos de aquisição de bens necessários para as atividades emergenciais de prestação de serviços de abastecimento de água e obras, desde que possam ser concluídos em até 180 dias.
 
Alguns bairros de Betim continuam sem o fornecimento de água normalizado. Nove escolas tiveram que suspender as atividades nesta sexta-feira (4) por falta d’água; creches, unidades de saúde e de assistência social também registraram problemas de desabastecimento. O funcionamento do Hospital Regional de Betim também está em risco.
 
Mais de 1 milhão de pessoas, moradores de Betim, Contagem e Belo Horizonte, estão sendo prejudicados pelo rompimento da adutora. Estima-se que a obra de reparo pode levar até seis meses para ficar pronta. A capacidade de abastecimento de água da Copasa deve reduzir em 15% nos próximos 20 dias devido as obras emergências.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade