UAI
Publicidade

Estado de Minas TRAGÉDIA

'Estava no lugar da queda 30 segundos antes de desabar', diz turista de BH

Flavia Elisa Custodio estava em uma das lanchas próximas do local da queda da rocha em Capitólio e tentou socorrer vítimas na água


08/01/2022 17:56 - atualizado 08/01/2022 22:15

Flavia Elisa Custodio e a irmã na lancha
Flavia Elisa Custodio e a irmã no início do passeio em Capitólio (foto: Arquivo pessoal)

A fisioterapeuta Flavia Elisa Custodio, de 36 anos, estava curtindo o passeio pelos cânions do lago de Furnas, em Capitólio, Região Centro-Oeste de Minas, com os amigos quando a rocha desabou e atingiu três lanchas

 

“Não dava para escutar as pessoas gritando que ia desabar. Não dava. Quando estávamos retornando, tentamos avisar outras lanchas para evitar o local, mas as pessoas não conseguiam escutar. As quedas d’água dificultam muito”, disse Flavia. 

 

 

 

A fisioterapeuta conta que estava no local da queda da rocha cerca de 30 segundos antes do acidente. “Socorremos algumas pessoas. Tinha muitas crianças e idosos no local. Foi uma lancha ajudando a outra”, contou.

 

Flavia falou que a estrutura para socorro dificultou muito na hora de ajudar as vítimas. “A estrutura é praticamente zero. Não havia kit de primeiros socorros nem como fazermos uma comunicação via rádio para pedir ajuda.” 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade