UAI
Publicidade

Estado de Minas TEMPORAIS

BH e centenas de cidades mineiras correm 'grande risco' nas próximas horas

Inmet afirma que há risco de alagamentos e transbordamentos de rios, deslizamentos de encostas. Em Belo Horizonte já choveu 66% da média histórica para janeiro


08/01/2022 16:39 - atualizado 08/01/2022 17:19

Alagamento em Divinópolis
Chuvas volumosas podem causar grandes alagamentos e transbordamentos de rios (foto: Déborah Lima/EM)
O temporal não tem previsão para acabar. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu novo aviso de chuvas intensas em Minas Gerais (entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia), acompanhadas de rajadas de vento que podem chegar a 100 km/h. O alerta é válido em praticamente todo o estado de Minas Gerais até 11h de domingo (9/1)

Quantos milímetros de chuva? Veja comparações e entenda o que é:

O boletim divulgado por volta das 16h descreve ainda que “são esperados volumes significativos de chuva (iguais ou acima de 100mm/dia), nas próximas 24 horas, em localidades da Central Mineira, Oeste, Metropolitana de Belo Horizonte, Campo das Vertentes, Rio Doce e Zona da Mata.”

Ainda de acordo com o Inmet, os temporais nessas regiões, além da Noroeste e Alto Paranaíba, tendem a persistir até a próxima segunda-feira (10/1), favorecendo para acumulados significativos (superiores a 100 mm) no decorrer deste período. Veja a lista dos municípios mineiros sob risco aquiaqui e aqui.

Atenção!

O Inmet alerta que há "grande risco de grandes alagamentos e transbordamentos de rios, grandes deslizamentos de encostas". Por isso, é recomendado que a população siga as instruções abaixo em caso de tempestade:

  • Desligue aparelhos elétricos, quadro geral de energia.
  • Observe alteração nas encostas.
  • Permaneça em local abrigado.
  • Em caso de situação de inundação, ou similar, proteja seus pertences da água envoltos em sacos plásticos.
  • Obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Previsão para domingo

Neste domingo, a atuação da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) sobre Minas Gerais mantém o dia encoberto e com chuva a qualquer hora em praticamente todo o estado.

O Inmet prevê que o sol deve aparecer entre nuvens apenas em parte do Triângulo Mineiro. No Jequitinhonha, momentos de mormaço ou pequena abertura do céu se intercalam com pancadas de chuva.

Há condições para grandes volumes de chuva acumulada, principalmente na área central do estado, leste e Zona da Mata.

Em caso de evento extremo/severo de chuva e ventania procure a Defesa Civil do seu município.

Recorde de chuva

Em Belo Horizonte, a média climatológica para o mês de janeiro é de 329,1 mm. Conforme os dados da série histórica do Inmet, o mês de janeiro mais chuvoso ocorreu no ano de 2020 com um total de chuva de 934,7 mm e o mais seco no ano de 1976 com apenas 32,2 mm de precipitação.

A estação convencional de Belo Horizonte, localizada no Bairro Santo Agostinho, Região Centro-Sul, acumulou 217,3 mm até a manhã de hoje (8/1) – valor correspondente a 66% da média histórica para o mês de janeiro que é de 329,1 mm.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade