UAI
Publicidade

Estado de Minas JUSTIÇA

Ex-vereadora detida em operação tem novo mandado de prisão decretado

Pâmela Volp (PP) teve prisão preventiva novamente decretada em novo processo, agora pelo crime de extorsão qualificada


08/12/2021 11:48 - atualizado 08/12/2021 12:01

A ex-vereadora de Uberlândia Pâmela Volp (PP)
Novo drime teria acontecido três dias antes da operação Libertas (foto: Divulgação/Câmara de Uberlândia)
A ex-vereadora de Uberlândia Pâmela Volp (PP) teve nova prisão decretada pela Justiça, dentro das investigações da operação Libertas, do Ministério Público de Minas Gerais. Dessa vez ela é acusada de extorsão. Além dela, Paula Florentino também recebeu nova ordem de prisão.

Segundo a promotoria, Volp e Florentino estariam ligadas a uma ação violenta em 5 de novembro, quando se dirigiram até o Bairro Dona Zulmira, na zona oeste da cidade, e com barras de ferro e revólver constrangeram uma travesti a pagar diária sobre o ponto de prostituição.

O fato aconteceu três dias antes da deflagração da operação pela qual ambas já haviam sido presas. Em 8 de novembro, a ex-vereadora foi detida em casa na primeira fase da operação contra exploração sexual de travestis e transsexuais em Uberlândia.

Na segunda fase da ação do MPMG, Paula Florentino foi detida em Criciúma (SC) suspeita de levar travestis para a região e por também agressões contra travestis que se prostituíam de maneira autônoma em Uberlândia.

Com a denúncia do crime mais recente ela agora respondem também por extorsão qualificada.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade