UAI
Publicidade

Estado de Minas ARTE NA RUA

Esculturas de onças-pintadas em BH serão leiloadas para proteger o felino

Mostra Jaguar Parade BH 2021 doará metade do dinheiro arrecadado para a preservação da onça-pintada e de seu ecossistema. Obras serão expostas em Nova York


29/11/2021 04:00 - atualizado 29/11/2021 08:18

moradores admiram escultura de onça-pintada colorida de vermelho e amarelo na Avenida Afonso Pena, Centro de BH
Exposição de onças-pintadas em BH vai durar três meses e seguirá para Nova York em 2022 (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Quem gosta de mato é onça, reza um dito popular. Mas quem disse que o felino não se sente bem no ambiente urbano, admirado dia e noite e numa interação permanente com pessoas de todas as gerações? Pois a prova maior está na exposição Jaguar Parade BH 2021, intervenção artística na capital mineira com mais de 61 esculturas da onça-pintada, espécie símbolo da fauna brasileira.

Em fibra de vidro, as obras destacam a cultura, valorizam a natureza e chamam a atenção de moradores e visitantes para a extinção do bicho, estando localizadas na maior parte ao ar livre. De Belo Horizonte, a mostra segue para Nova York em 2022, em parceria com as Nações Unidas.

homem tira selfie em frente a estátua de onça-pintada no Centro de BH
O professor Deusdeth Rocha destacou uso de elementos de outras artes urbanas (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)


Quem já encontrou uma onça-pintada no seu caminho, ao seguir para o trabalho, escola ou compras, não teve medo. Sentiu, na verdade, o maior carinho. “Fico feliz ao ver a onça na cidade, com elementos urbanos como o graffiti”, disse o professor e cantor Deusdeth Rodrigues Rocha, fazendo selfie e curtindo a obra “Marrotti”, do artista Mário Mariotte, na esquina da Rua da Bahia com Avenida Afonso Pena.

Natural de São Francisco, no Norte de Minas e residente no Bairro Padre Eustáquio, ele brincou: “Sou do interior, não tenho medo de onça. Admiro a arte.” Sem querer se identificar, um homem de terno passou perto e deu seu recado: “O que sai da floresta ou dos ateliês trazendo beleza faz bem à cidade”.

Esculturas atraem turistas

Na Praça Afonso Arinos, um grupo animado de turistas parou para tirar fotos. “Estou protegendo a onça”, disse, bem humorado, o fiscal de meio ambiente gaúcho Rafael Schvarzbolt, morador de Novo Hamburgo (RS). Ao lado, e também pela primeira vez em BH, a argentina residente em Búzios (RJ), Florencia Menino, contou ter se surpreendido com a exposição.

grupo de três mulheres é fotografado por amigo ao lado de escultura de onça-pintada em BH
Os turistas Luiza, Florência, Raiane e Rafael registraram a passagem por BH ao lado das esculturas (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)


O grupo se conheceu há dias no Rio e veio a BH com a brasiliense Luiza Barros, fisioterapeuta atualmente trabalhando em Congonhas, na Região Central de Minas, e a baiana de Salvador, Raiane Correia, que é bióloga e bancária. “A iniciativa ajuda na preservação dos animais”, afirmou Raiane de olho na obra “Força Oposta”, de Luiza Xavier.

Na Avenida Augusto de Lima, perto do Mercado Central, a aposentada Helena Vilhena se disse encantada com a obra “Jaguar 2030 ODS”, de Lucas Fontana. Soltando os cabelos, declarou: “Sou uma leoa diante da onça”. Atleticana, acrescentou: “Atualmente, só penso no Galo, mas estou apaixonada por esse felino”.

moradora ao lado de escultura de onça-pintada instalada no centro de BH
A aposentada Helena Vilhena se encantou com onça perto do Mercado Central (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)

Iniciativa de preservação

Segundo Caroline Barreto, diretora da Artery, empresa responsável pela concepção e organização da mostra, “as pessoas estão curtindo a  exposição porque, além de plasticamente incrível, ela tem um papel fundamental na preservação da onça-pintada”. 

moradora admiram escultura de onça-pintada colorida em frente ao Palácio das Artes, em BH
Cássia Fabiana da Silva curtiu obra instalada na Avenida Afonso Pena, em frente ao Palácio das Artes (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)


Caroline diz que o leilão on-line das onças já está ocorrendo e que é possível adquirir as obras. “Metade do valor arrecadado será destinado para o Onçafari, entidade originalmente brasileira com foco na preservação da onça-pintada e de seu ecossistema”, explica.

A Jaguar Parade BH 2021, realizada pela Artery, conta com o patrocínio master da Unidas. Em Belo Horizonte, o Pátio Savassi é o shopping oficial da mostra que também tem patrocínio do BTG Pactual, Fairfax, Usina Laguna, Nutrire e Novotel.



Os organizadores informam que “chamar a atenção para a degradação da fauna silvestre do país, em especial da onça-pintada, que corre risco de extinção, por meio da democratização da arte é o principal objetivo do evento”.

Em material de divulgação da exposição, os organizadores citam a informação do Ibama de que “no Brasil, essa espécie é considerada vulnerável e já se enquadra na categoria ‘quase ameaçada’ de extinção.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade