UAI
Publicidade

Estado de Minas VÍDEO

Não curtiu: cadelinha late para estátuas de onças-pintadas na Praça do Papa

Maria Alice latiu incansavelmente, debaixo de chuva, para os "intrusos". Obras do Jaguar Parede foram colocadas ontem à noite na Praça do Papa


20/11/2021 09:52 - atualizado 20/11/2021 10:09

Homem com guarda-chuvas observa as onças-pintadas do Jaguar Parede na Praça do Papa
Obras do Jaguar Parede foram instaladas na Praça do Papa, em BH (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A/Press)

Obras do Jaguar Parede, dos artistas Paulo Ferrari, Direito ao Respeito, Marcelo Anache, Rede de Proteção e Pedro Bahia, O Despertar, instaladas na noite de ontem na Praça do Papa, atraiu na manhã deste sábado (20/11) a atenção da cadelinha Maria Alice, que não gostou da presença dos felinos. Ela latiu incansavelmente, debaixo de chuva, para os "intrusos". O dono da cachorrinha é vendedor de cocos na praça.




As estátuas de onça-pintadas chegaram pela primeira vez na capital mineira em setembro. São mais de 60 obras customizadas por artistas e celebridades, que serão exibidas durante três meses de ações, segundo os organizadores. As obras também podem ser vistas no Shopping Pátio Savassi e em outros espaços públicos da cidade. Confira a programação.

A Jaguar Parade é um movimento internacional que tem o grande propósito de arrecadar fundos e conscientizar as pessoas sobre a necessidade urgente de conservar as onças-pintadas e seu habitat.



A causa

A onça-pintada é o maior felino das Américas e, originalmente, habitava desde os Estados Unidos até a Argentina. Hoje, ela está oficialmente extinta nos Estados Unidos, é muito rara no México, e já praticamente desapareceu da maior parte das regiões nordeste, sudeste e sul do Brasil.

Pelo fato de estar no topo da cadeia alimentar e necessitar de grandes áreas preservadas para sobreviver, as crescentes alterações ambientais como o desmatamento, caça ilegal e poluição são as principais causas da severa diminuição da sua população.

Proteger as onças significa proteger as florestas tropicais, zonas úmidas e outros ecossistemas cruciais para a sobrevivência e bem-estar de inúmeras outras espécies, incluindo os seres humanos. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade