UAI
Publicidade

Estado de Minas PEGOS NO PULO!

Carga de 27 toneladas, avaliada em R$ 265 mil, é recuperada após roubo

Três homens foram detidos em flagrante quando negociavam, em um posto de combustível em Uberaba, a carga roubada


19/11/2021 16:21 - atualizado 19/11/2021 16:37

Carga de 27 toneladas de estruturas metálicas, roubada no início do mês, é localizada em um posto de combustíveis de Uberaba
A carga de 27 toneladas de estruturas metálicas, roubada no início do mês, foi localizada ontem em um posto de combustíveis de Uberaba (foto: PMMG/Divulgação)
As autoridades mineiras conseguiram recuperar uma carga 16 dias após o roubo, em Uberaba. Criminosos conseguiram levar cerca de 27 toneladas de estruturas metálicas - avaliadas em R$ 265 mil - no último dia 2, mas foram capturados quando negociavam a venda desse material na noite dessa quinta-feira (18/11), em um posto de combustíveis da cidade do Triângulo Mineiro.
 
A Polícia Militar conseguiu fazer o flagrante após uma denúncia anônima. Três homens foram detidos pelos crimes de estelionato, receptação, associação criminosa e porte ilegal de arma de fogo. 
 
Entre os detidos está o motorista de uma caminhonete, de 56 anos, que tentou fugir em alta velocidade, mas os policiais conseguiram contê-lo. O homem afirmou aos militares que não tinha envolvimento no roubo do veículo, sendo que tinha interesse apenas na carga de estruturas metálicas.
 
Ele levava uma arma de fogo no veículo, mesmo não tendo autorização para o porte da arma. O homem contou também que a venda foi ofertada por um dos suspeitos, que lhe enviou imagens e vídeos da mercadoria, através de um aplicativo de mensagem.
 

Outros presos 

 
Já o segundo suspeito admitiu à PM que planejava vender a carga para o motorista da caminhonete e que, posteriormente, daria queixa de roubo da carga. Por medo de represálias, segundo os militares, ele não informou com quem conseguiu a carga roubada.

Ele chegou ao posto de combustível em um carro branco, com queixa de roubo. Questionado pelos policiais, ele disse que não sabia que o veículo era produto de crime.
 
Já o terceiro suspeito, que foi quem passou as fotos da carga roubada para o motorista da camionete, disse que estava no local para ajudar o segundo suspeito a vender a carga. Por esse trabalho, ele receberia R$ 5 mil.

O homem declarou ainda que não sabia que a carga estava com queixa de roubo e garantiu que não tinha envolvimento no crime.
 
Ainda conforme o registro da PM, a suspeita é de que os envolvidos façam parte de uma organização criminosa que utiliza aplicativos de mensagens para negociar produtos ilícitos.
 
Ao final da ocorrência, o motorista do carro branco recebeu voz de prisão por receptação, associação criminosa e estelionato tentado.
 
O condutor da caminhonete foi detido por porte ilegal de arma de fogo, receptação e desobediência.
 
E o terceiro suspeito recebeu voz de prisão por estelionato tentado e associação criminosa.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade