UAI
Publicidade

Estado de Minas VACINAÇÃO

Minas reduz o intervalo entre doses da Pfizer para 21 dias

Medida busca ampliar o número de mineiros com esquema vacinal completo, garantindo proteção contra a COVID-19


19/11/2021 14:06 - atualizado 19/11/2021 14:33

Vacinas da Pfizer / BioNTech
O objetivo da redução do intervalo entre a primeira e a segunda dose é aumentar a quantidade de pessoas com esquema vacinal completo (foto: Agência de Saúde do DF/Divulgação)

 

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) reduziu o intervalo entre as doses de Pfizer para 21 dias. Antes, esse intervalo era de oito semanas. A implementação da medida entra em vigor já a partir deste sábado (20/11).

 

Segundo a subsecretária de Vigilância em Saúde da SES-MG, Janaina Passos, a segunda dose é fundamental para evitar o aumento de casos graves e garantir proteção coletiva.

 

"O objetivo da redução do intervalo entre a primeira e a segunda dose é acelerar a vacinação dos mineiros, aumentando a quantidade de pessoas com esquema vacinal completo. Dessa forma, conseguimos reduzir os índices de transmissão da doença e as internações, principalmente os casos graves”, explica.

 

Até o momento, segundo dados registrados pelos municípios nesta sexta-feira (19/11), a cobertura vacinal em Minas Gerais de indivíduos acima de 12 anos com a primeira dose é de 89,81%. Já com a segunda dose ou dose única é de 72,07%. Além disso, 1.467.896 pessoas já receberam a dose de reforço.

 

Leia também: Governo de Minas apoia ampliação de vacinação contra COVID-19 

 

Imunidade coletiva

A SES-MG informa que espera receber do Ministério da Saúde o quantitativo de doses suficiente para alcançar, ainda no mês de dezembro, a imunidade coletiva. Nessa fase, 70% da população total do estado terá concluído o esquema vacinal.

 

Leia também: Vacinação não para pandemia, diz Fiocruz, que critica abandono de máscaras  

 

Mesmo com a melhora dos índices registrados nas últimas semanas, Janaina Passos reforça que os cuidados devem ser mantidos. “É importante seguir com os protocolos sanitários, como uso de máscaras, higienização das mãos e cumprir esquema de vacinação para termos sucesso nos esforços no enfrentamento da pandemia”, destaca.

 

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade