UAI
Publicidade

Estado de Minas TEMPORADA DE CHUVAS

Defesa Civil sobre chuvas em BH: 'Riscos geológicos estão dentro das casas'

Novo alerta de risco geológico em BH foi emitido pelo órgão nas últimas horas. Ao EM, subsecretário diz que 'todos devem fazer esforço para garantir segurança'


11/11/2021 16:12 - atualizado 11/11/2021 16:54

Chuva em BH
Defesa Civil alerta que cidadãos evitem locais sujeitos a inundações (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)

Belo Horizonte vive mais um período de risco geológico em função das chuvas. Segundo o  alerta emitido pela Defesa Civil da capital , a possibilidade de desabamentos de muro, deslizamentos e saturação do solo será grande nas próximas 48 horas, válido até domingo. 
 
Até o momento, pelo menos 1,5 mil moradias estão sob risco real de queda, segundo levantamento feito pela Companhia Urbanizadora de Belo Horizonte (Urbel). Neste período chuvoso, que começou em outubro, a Defesa Civil certifica que já ocorreram 13 desabamentos parciais de muros, além de oito desabamentos totais.

O subsecretário de Proteção e Defesa Civil, Valdir Vieira, prevê que as maiores áreas de risco são justamente as vilas e favelas. Algumas áreas sujeitas a inundações são a Avenida Tereza Cristina, Avenida Prudente de Moraes, Avenida Vilarinho, Avenida Bernardo Vasconcelos, Córrego Santa Inês, entre outros. Vieira falou com o Estado de Minas sobre os cuidados neste período de chuvas, que vai até março do ano que vem.

A que se deve o alerta de risco geológico que a Defesa Civil emitiu?

Temos duas naturezas de riscos importantes em Belo Horizonte. A primeira é o risco hidrológico, relacionado às chuvas, que vêm muitas vezes em formas de pancadas na cidade, principalmente nos fins de tarde, além de alagamentos e inundações. Outra natureza de risco importante são os riscos geológicos, relacionado ao encharcamento do solo e o aumento do peso sobre as estruturas e encostas, que provocam quedas de muros, desabamentos.

Os riscos geológicos nos preocupam, porque eles, muitas vezes, estão no interior das residências, onde a atenção das pessoas é fundamental para identificar anormalidades ou sinal de que as estruturas não suportam o peso. E isso é mostrado por meio de trincas, inclinações e arreamentos de líquidos, terra e barro de dentro das estruturas, rachaduras no solo e inclinações em árvores e barulhos que não são comuns. 

Quais os principais cuidados no período?

É importante que as pessoas estejam atentas às manifestações patológicas e não permaneçam próximo dessas estruturas. Se a pessoa perceber anormalidade em algum muro, alguma estrutura dentro das casas, o ideal é procurar uma avaliação de um profissional especializado. A Defesa Civil está de plantão 24 horas por dia, por meio do número 199. E se houver ocorrência de desastre, o número indicado é do Corpo de Bombeiros, que tem equipes para ações de resgate e salvamento. O Samu também pode ser acessado para o transporte de pessoas feridas.  

Como será a mobilização da equipe de trabalho nesse período?

A mobilização não é apenas da Defesa Civil, da subsecretaria. Ela envolve todo o sistema municipal de proteção. Isso envolve todas as estruturas da prefeitura, começando aqui na Defesa Civil, no centro de operações, das equipes da BHTrans, Guarda Municipal, Sudecap, Urbel e SLU, porque as chuvas afetam toda a rotina da cidade, inclusive os serviços essenciais.

É uma preparação muito intensa das estruturas da prefeitura. Temos um reunião que envolve um grupo gestor de riscos ou desastre, justamente para uma preparação e resposta adequada em eventos que possam causar danos na cidade.

Qual é a previsão do fim desse período de risco?

Em nossa região, o período chuvoso começa em 1º de outubro e se estende por seis meses. Os meses com maior quantidade de chuvas são justamente em dezembro e janeiro, embora ela tenha vindo mais cedo agora. Percebemos na cidade uma chuva que cai de forma fraca e persistente diariamente, mas podemos ter pancadas maiores nos fins de tarde. É importante que todos estejam atentos e que participem desse esforço de garantir a segurança.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade