UAI
Publicidade

Estado de Minas COMEÇOU COM FUNCIONÁRIO

Trinta idosos são internados após surto de COVID-19 em asilo mineiro

Secretário de Saúde diz que medida é preventiva para acompanhar a evolução do quadro clínico; um senhor morreu


06/10/2021 19:49 - atualizado 06/10/2021 20:01

fachada do Lar São Francisco de Assis, em Formiga, no Centro-Oeste de Minas
O primeiro caso de COVID-19 registrado no asilo de Formiga foi o de um funcionário (foto: Reprodução/Google Street View)
Trinta idosos do Lar São Francisco de Assis, em Formiga, no Centro-Oeste de Minas, estão internados após  serem diagnosticados com COVID-19 . O balanço foi confirmado pela Secretaria Municipal de Saúde, nesta quarta-feira (6/10). Nenhum funcionário precisou de internação.

Alguns idosos estão na Santa Casa de Formiga e outros foram transferidos para municípios vizinhos conforme disponibilidade de leitos. Parte está em Arcos, Lagoa da Prata, Campo Belo e Divinópolis. A secretaria não informou se há algum em estado grave, no Centro de Terapia Intensiva (CTI).

O secretário municipal de Saúde, Leandro Pimentel, disse que a internação foi preventiva para acompanhar a evolução do quadro clínico. “A maioria deles está estável e responde bem ao tratamento”, informou.

O primeiro caso positivo registrado na instituição foi de um funcionário no dia 16 de setembro. 
 
O surto foi notificado a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) no dia 21 de setembro, após mais funcionários e idosos institucionalizados terem testado positivo para a doença. 
 
O caso só tornou-se público na semana passada, quando a Secretaria Municipal de Saúde realizou testagem em massa. Ao todo, desde o início do surto, 35 idosos e nove funcionários foram diagnosticados com COVID-10. Um idoso morreu.
 
A assessoria de comunicação da prefeitura informou que o município, semanalmente, atualizará o surto junto a SES-MG. O local será monitorado até 42 dias após a data do último positivo.


Medidas

 
As visitas estão suspensas desde o início da pandemia. É o primeiro caso de surto da instituição. Até então, apenas um idoso havia sido diagnosticado com a doença em janeiro deste ano. 
 
Como parte dos funcionários estão afastado, o asilo está contando com o suporte de voluntários. Ao todo, são 75 institucionalizados.
 
A Secretaria Municipal de Saúde está atuando com orientações e acompanhamento direto da Vigilância Epidemiológica e Sanitária. Profissionais de saúde foram cedidos pela prefeitura para prestar assistência direta aos idosos.
 
A reportagem tentou novo contato com a diretoria do asilo, porém não havia ninguém disponível hoje para entrevista.
 
*Amanda Quintiliano especial para o EM


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade