UAI
Publicidade

Estado de Minas FLEXIBILIZAÇÃO

Uberaba dobra permissão de lotação em festas e libera 500 pessoas

O novo decreto de enfrentamento à COVID-19 também liberou competições esportivas coletivas em espaços públicos e privados


01/10/2021 21:01 - atualizado 01/10/2021 21:23

pessoas com a mão pra cima assistindo a uma apresentação
Festas e eventos em Uberaba podem receber, a partir de sábado (2/10), 500 pessoas (foto: Imagem ilustrativa - Free-Photos/Pixabay)
Em novo  decreto de enfrentamento à COVID-19 , publicado na noite desta sexta-feira (1º/10), Uberaba dobrou a permissão de público em festas. Já a partir de amanhã (2/10), eventos corporativos, festivos, sociais, familiares e leilões presenciais poderão receber até 500 pessoas, desde que esse número represente 50% da ocupação do local.
 
Também deverá ser respeitado o distanciamento de um metro e meio entre os participantes. Além disso, as competições esportivas coletivas foram inseridas entre as atividades permitidas da cidade, sendo liberadas tanto em espaços privados quanto nos espaços públicos. 
 
Como espaços privados, são contemplados clubes, academias, centros esportivos, campos society e quadras de futsal. E, enquanto espaço público, estão incluídos Parque das Acácias (Piscinão), Complexo Esportivo Murilo Pacheco, quadras e campos públicos e comunitários.
 
Os responsáveis ou coordenadores destes locais, segundo o novo decreto COVID de Uberaba, são quem respondem pelo controle de acesso dos usuários e a ocupação dos torcedores na arquibancada, bem como o cumprimento de todas as medidas sanitárias impostas, sob pena de imposição das penalidades cabíveis.
 
Entre as penalidades, o documento prevê de advertência à cassação do alvará (em caso de reincidência) e mantém as multas (de R$ 1.173,88 a R$ 20.600,00), além da interdição por até 90 dias úteis, observando-se a gravidade de cada situação.
 
“O maior valor de multa é para os eventos festivos, sociais, corporativos e leilões presenciais que descumprirem as medidas do decreto”, ressaltou nota da prefeitura de Uberaba.
 
Queda nos indicadores em Uberaba
 
No primeiro dia de outubro, Uberaba recebeu duas novas remessas (53ª e 54ª) de vacinas contra a COVID-19 e iniciou o mês com a menor taxa de ocupação de UTI, desde o início da segunda onda. A média desta taxa, entre sexta-feira (24/9) e a última quinta-feira (30/9), ficou em 34% (rede pública) e 36% (rede privada). No início de setembro, a média desses indicadores estava em torno de 50%.
 
Além disso, os números de novos casos da doença e mortes reduziram na cidade neste último mês.
 
Em setembro, foram 44 mortes, sendo que em agosto foram registrados 67 óbitos em Uberaba. Desta forma, a redução foi de cerca de 30%. Com 240 mortes, abril foi o mês mais letal em Uberaba, mas, a partir dos meses posteriores, este índice, que é o mais preocupante da pandemia da COVID-19, apresenta queda.
 
O número de casos positivos da doença também sofreu redução em setembro, quando foram registrados 2.374. Em agosto, haviam sido contabilizados 2.711 pessoas contaminadas. O mês com mais casos da COVID-19 na cidade foi abril (5.351), sendo que, da mesma forma que as mortes, em seguida, apresentou reduções a cada mês.
 
Segundo o vacinômetro de Uberaba, atualizado nessa quinta-feira (30/9), a cidade já recebeu 434.808 vacinas contra a COVID-19, sendo 378.881 aplicadas da seguinte forma: 1ª dose (241.839); 2º dose (126.244); 3ª dose (2.622) e dose única (8.176).
 
Desde o início da pandemia, foram registrados em Uberaba 42.064 casos positivos da doença, sendo que 1.323 pessoas morreram. Neste momento, há na cidade 1.348 casos ativos da doença.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade