UAI
Publicidade

Estado de Minas Estelionato

Quatro estelionatários são presos em flagrante na Região Nordeste de BH

Policiais conseguiram fazer as prisões ao serem comunicados pela agência bancária


01/10/2021 16:51 - atualizado 01/10/2021 17:41

Celulares
Celulares e um documento aprendido são provas materiais contra os estelionatários (foto: PCMG)

Quatro integrantes de uma quadrilha de estelionatários, de 27, 29, 49 e 54 anos, que tentavam abrir contas em bancos utilizando documentos falsos, foram presos, em flagrante, pela Polícia Civil, quando tentavam abrir contas numa agência bancária da Região Nordeste de BH. Eles foram autuados pelos crimes de estelionato, associação criminosa e uso de documento falso.


Segundo o delegado Eric Brandão, chefe da Divisão de Fraudes, as prisões foram possíveis graças à parceria existente entre o seu departamento e as instituições bancárias. “Essa parceria tem agilizado trocas de informações, possibilitando celeridade em conclusões de investigações policiais e prisão de fraudadores.”


Investigações desse tipo de crime já vinham sendo feitas, no sentido de verificar informações sobre possíveis estelionatários que estariam tentando abrir contas falsas em bancos de Belo Horizonte, com utilização de documentos em nomes de terceiros.


Os policiais da 2ª Delegacia Especializada em Investigação a Fraudes (DEIF) conseguiram a abordagem de um dos suspeitos, já no interior do estabelecimento bancário. O homem tinha apresentado documento falso ao se identificar. Depois de realizada uma busca nele, foi encontrada sua real identificação e, ao ser indagado sobre o documento falso, o investigado confirmou que o utilizaria para abertura de conta na mencionada agência.


Os outros três envolvidos estavam num carro, próximo da agência, para apanhá-lo e fugir do local. O homem de 54 anos já tem passagens na polícia por crimes de receptação, falsificação de documento público e uso de documento falso. O de 27 anos também possui passagens por porte ilegal de arma de fogo e violência doméstica. Foram apreendidos seis telefones celulares, que serão periciados, e uma carteira de identidade em nome de terceiro.





 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade