Publicidade

Estado de Minas

Polícia prende quadrilha que dava golpes em bancos de BH

Cinco pessoas foram detidas em flagrante pelos crimes de estelionato, uso de documento falso e associação criminosa. Grupo vinha de Governador Valadares


postado em 07/06/2019 21:07

(foto: Divulgação/Polícia Civil)
(foto: Divulgação/Polícia Civil)

 

A Polícia Civil prendeu cinco pessoas envolvidas em golpes contra instituições bancárias públicas e privadas em BH. Segundo a corporação, a quadrilha deu prejuízos de quase R$ 500 mil aos bancos durante o período que atuou. A operação aconteceu nessa quinta-feira (6).


As prisões em flagrante aconteceram dentro de uma agência bancária no Centro da capital. Os crimes apontados são estelionato, uso de documento falso e associação criminosa.


Foram detidos, segundo a polícia, Letícia Santos Gomes, de 20 anos; Mateus Henrique Pirchiner, de 23; Cláudio Viniícius Ferreira, 49; Samuel Márcio Ferreira, 48; e Alessandro Marcellino, 45.


De acordo com o delegado-geral Wagner Sales, os suspeitos vieram de Governador Valadares, na Região do Vale do Rio Doce, e atuaram também no Espírito Santo e em Santa Catarina.


Responsável pelas investigações, a delegada Cristiana Angelini explicou que Alessandro Marcellino havia sido preso nessa quarta-feira (5). Ele tentava sacar uma quantia em uma agência.


A partir dele, a corporação chegou até os outros envolvidos. “Policiais abordaram Cláudio Vinícius enquanto tentava sacar valores, realizar empréstimos, entre outras transações. Do lado de fora, os demais o aguardavam para que fossem a outros bancos onde já haviam outras contas abertas virtualmente, também com documentos falsos”, disse Cristiana.


Segundo ela, um dos saques chegava ao valor de R$ 42 mil. Foram apreendidos diversos documentos falsos. A quadrilha estava hospedada em um hotel na Região da Pampulha, onde a corporação localizou materiais usados na confecção de identidades falsas.


O inquérito continua aberto para apurar outros envolvidos nos crimes.

 

Com informações da Polícia Civil de Minas Gerais.  


Publicidade