UAI
Publicidade

Estado de Minas AVANÇO NA IMUNIZAÇÃO

Veja o que os adolescentes têm de levar para receber vacina em Juiz de Fora

Prefeitura da cidade da Zona da Mata inicia a vacinação contra COVID-19 em adolescentes de 17 anos que não tenham comorbidades


15/09/2021 21:09 - atualizado 15/09/2021 21:18

Atualização no calendário de vacinação foi divulgada nesta quarta-feira (15/9) pela Prefeitura de Juiz de Fora
Atualização no calendário de vacinação foi divulgada nesta quarta-feira (15/9) pela Prefeitura de Juiz de Fora (foto: Imagem ilustrativa/Pixabay)
Quatro semanas após anunciar o início da vacinação contra a COVID-19 para jovens entre 18 e 19 anos , a Prefeitura de Juiz de Fora dará início nesta quinta-feira (16/9) à aplicação da primeira dose dos imunizantes em adolescentes com 17 anos que não tenham comorbidades. Veja todas as orientações abaixo.

Nesta quinta-feira, o calendário contemplará aqueles que nasceram entre os meses de janeiro e junho. Já na sexta-feira (17/9), a dose inicial será aplicada nos garotos e garotas cuja data de nascimento está compreendida entre julho e dezembro. A lista com os locais e horários para vacinação no município está disponível no site oficial da prefeitura

A administração municipal também começou o processo de imunização nessa terça-feira (14/9) para adolescentes com autismo, Síndrome de Down e paralisia cerebral, além de grávidas e puérperas. Para esses públicos, a faixa etária atendida está entre 12 e 17 anos. 

Vale pontuar que gestantes e mulheres que acabaram de entrar no pós-parto, com mais de 18 anos, já estavam sendo vacinadas. Nesse sentido, a ampliação da faixa etária no município para esse público atende à recomendação do Ministério da Saúde e do Governo do estado.

No entanto, a prefeitura destaca que as demais pessoas com 18 anos ou mais, que ainda não tenham tomado a primeira dose, também podem procurar os postos de vacinação. 

Segundas doses


Além do público geral, todos os trabalhadores da educação com 18 anos ou mais continuam podendo receber a segunda dose da CoronaVac – que, nesta quinta-feira, será destinada para pessoas com retorno marcado no cartão de vacina para dia 16 deste mês ou data anterior. 

Já a segunda aplicação com o imunizante da AstraZeneca é voltada para aqueles que, conforme o cartão de vacinação, deveriam ter completado o processo de imunização em 8 de setembro ou em período anterior. 

Os profissionais da educação, especificamente, devem apresentar comprovante de vínculo com uma creche, escola ou faculdade de Juiz de Fora. Logo, contracheque, carteira assinada e declaração da instituição de ensino estão entre os documentos indicados pela prefeitura.

Dose de reforço para idosos


A administração municipal também deu início nessa-terça-feira (14/9) ao reforço na imunização dos idosos de 85 anos ou mais que tenham recebido a segunda dose da vacina contra a COVID-19 em 31 de março ou antes.

Orientações importantes e documentos


Quem se vacinou contra a Influenza deve esperar, pelo menos, 15 dias para ser imunizado contra o novo coronavírus. Já as pessoas diagnosticadas recentemente com COVID-19 precisam aguardar um período mínimo de 30 dias após o começo dos sintomas ou do teste positivo (no caso dos assintomáticos) para receber a vacina.

A prefeitura esclarece que todos que forem receber a segunda dose devem levar o cartão de vacina para comprovar o recebimento da primeira. Os idosos também devem apresentar esse documento comprovando que receberam as duas primeiras aplicações.

Além disso, quem for receber a primeira dose, deverá apresentar documento de identificação com foto (original e cópia), como carteira de identidade ou motorista, além do CPF, caso o mesmo não conste na identidade, e comprovante de residência. Este último, caso não esteja no nome de quem será vacinado, deverá ser apresentado com declaração de residência disponível no site da prefeitura .

As demais pessoas que vão receber a segunda dose, ou a complementar, precisam apresentar apenas o cartão de vacina e o documento de identificação com foto, também podendo ser carteira de identidade ou motorista.

Já as grávidas de 12 a 17 anos, especificamente, precisam levar ainda o cartão do pré-natal, e as puérperas, um documento que comprove o parto nos últimos 45 dias, como certidão de nascimento do bebê ou registro de alta hospitalar.

Vacinômetro


Conforme a última atualização do vacinômetro municipal nessa terça-feira, o município totaliza 401.496 e 232.861 primeiras e segundas doses aplicadas, respectivamente. Em relação aos idosos a partir dos 85 anos, o município aplicou 1.241 doses de reforço.

A cidade também já tem registrado, desde o início da pandemia, 44.583 casos confirmados de COVID-19 e 1.956 mortes em decorrência da doença.

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade