UAI
Publicidade

Estado de Minas INVESTIGAÇÃO

Prefeitura exonera gerente da BHTrans que é investigado em CPI

Adilson Daros era responsável por fiscalizar auditoria apontada como fraudulenta pelo Ministério Público de Contas


06/08/2021 10:27 - atualizado 06/08/2021 11:19

Adilson Daros comandava a Gerência de Controle, Estudos Tarifários e Tecnologia da BHTrans
Adilson Daros comandava a Gerência de Controle, Estudos Tarifários e Tecnologia da BHTrans (foto: Smartmobility/Divulgação)
A prefeitura de Belo Horizonte exonerou nesta sexta-feira (6/8), o Gerente de Controle, Estudos Tarifários e Tecnologia da BHTrans , Adilson Elpídio Daros. A destituição do cargo foi  publicada esta manhã no Diário Oficial do Município , assinada pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD).

Daros era o chefe do setor durante a auditoria realizada em 2018 pela Maciel Consultores nas contas das empresas de ônibus, apontada como fraudulenta pelo Ministério Público de Contas.

Nessa quarta-feira (4/8), a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico do servidor e de mais seis pessoas foi aprovada pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurada na Câmara Municipal para apurar irregularidades na empresa de capital misto. 

Cabe à Gerência de Controle, Estudos Tarifários e Tecnologia o levantamento de dados sobre passageiros, viagens, além da fiscalização de contratos. Em 2018, a auditoria agora sob suspeita do MPC concluiu que a tarifa de ônibus de BH deveria custar R$ 6,35 com base em dados do setor chefiado por Daros. 

O substituto do exonerado ainda não foi divulgado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade