Publicidade

Estado de Minas 'HOMEM DO RÁ'

Thomaz Green Morton é investigado por suspeita de cárcere privado de mulher

Suposta vítima é alemã e viajou a Pouso Alegre, no Sul de Minas, para receber um tratamento do Homem do Rá, como Thomaz é conhecido


01/08/2021 18:24 - atualizado 01/08/2021 19:53

Alemã viajou a Pouso Alegre para receber tratamento com Thomaz Green Morton(foto: Reprodução/Medialitaetskongress/Facebook)
Alemã viajou a Pouso Alegre para receber tratamento com Thomaz Green Morton (foto: Reprodução/Medialitaetskongress/Facebook)
A Polícia Civil investiga Thomaz Green Morton, de 74 anos, por suspeita de cárcere privado de mulher alemã. A suposta vítima viajou a Pouso Alegre, no Sul de Minas, para tratamento de saúde com o "Homem do Rá", como Thomaz é conhecido por seus teóricos poderes paranormais.

Thomaz chegou a ser preso em flagrante pela Polícia Militar, na última quarta-feira (28), por posse ilegal de armas de fogo encontradas em seu sítio, na zona rural de Pouso Alegre. Ele pagou fiança de R$ 5 mil e foi liberado.

A Polícia Militar informou ao Terra do Mandu que esteve na propriedade de Thomaz depois de ser acionada pelo namorado da suposta vítima, que fez a denúncia de que sua namorada, de 47 anos, estaria sendo mantida em cárcere privado.

O namorado da alemã, um português de 40 anos, disse à PM que ele e sua companheira vieram de Portugal até o Brasil para o tratamento de saúde dela, que tem um problema na coluna vertebral. Segundo o relato do namorado à polícia, o tratamento de saúde era feito pelo custo de 20 mil euros, o equivalente a mais de R$ 100 mil.

Ainda conforme o relato do português à polícia, o casal estava hospedado em um hotel da cidade, onde sua namorada foi buscada pelos supostos autores. Ele ‘não sabia, portanto, onde a sua companheira estava sendo mantida sob os efeitos de medicamentos’.

"O solicitante também declarou que tomou conhecimento que a vítima estava sendo dopada e que o tratamento prometido não estava sendo realizado e que a vítima foi impedida de deixar o local de tratamento", informou a PM.

Uma viatura da PM conferiu a denúncia e encontrou a mulher alemã saindo de um sítio do bairro Caiçara, juntamente com um homem de 31 anos. Segundo o boletim de ocorrência, os policiais encontraram a mulher sonolenta, "aparentemente sob efeitos de medicamentos".

Ela foi encaminhada ao Hospital das Clíncas Samuel Libânio.
 

O que disse Tomaz Green Morton à polícia


Ainda segundo a Polícia Militar, Thomaz Green Morton e uma mulher de 58 anos, apresentada como a esposa dele, alegaram que seria realizado a terapia psíquica, sem uso de medicamentos. O Homem do Rá também afirmou que a vítima não foi impedida de deixar o sítio e que foi pedido ao ex-funcionário do local para levar a vítima novamente ao hotel.

Durante as buscas realizadas no sítio, os policiais militares apreenderam 9.950 euros, vários medicamentos, duas armas de fogo e munições. Os autores e os materiais apreendidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil.

Segundo a Polícia Civil, depois de confirmado o flagrante por posse ilegal de armas, Thomaz pagou fiança de R$ 5 mil e foi liberado. A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar a denúncia de cárcere privado.

A mulher alemã já prestou depoimento e o inquérito deverá ser encerrado nos próximos dias, após novos depoimentos, incluindo os de Thomaz e testemunhas.

A reportagem não conseguiu contato direto com o Thomaz nem com sua defesa.
 

Quem é Thomaz Green Morton? 


Thomaz Green Morton é natural de Pouso Alegre e já atraiu milhares de pessoas à cidade - incluindo artistas. Thomaz ficou famoso por dizer que entortava talheres e moedas na frente das pessoas, além de fazer perfume com as mãos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade