Publicidade

Estado de Minas FRIO INTENSO NO TRIÂNGULO

No Triângulo Sul, Frutal registra 3ºC e deve chegar a 2ºC nesta sexta-feira

Previsão é que o frio deve continuar até sábado na região, com os termômetros subindo um pouco a partir de domingo


29/07/2021 14:26 - atualizado 29/07/2021 14:39

Frutal foi a cidade mais atingida pelo frio no Triângulo Sul(foto: Prefeitura de Frutal/Divulgação)
Frutal foi a cidade mais atingida pelo frio no Triângulo Sul (foto: Prefeitura de Frutal/Divulgação)
No Triângulo Sul, o frio chegou mais intenso nesta quinta-feira (29/7) em Frutal, onde a mínima marcou 3ºC. Para sexta-feira (30/7), deve esfriar ainda mais. A previsão do Instituto Clima Tempo é que a menor temperatura no município chegue a 2ºC, com sol e geada ao amanhecer.
 
No próximo sábado (31/7), o frio intenso em Frutal permanecerá, com mínima de 5ºC. Já a partir de domingo (1/8), a temperatura sobe um pouco, com mínima prevista de 11ºC.
 
A segunda cidade mais gelada do Triângulo Sul neste momento, conforme o Clima Tempo, é Araxá. Nesta quinta-feira, o município registrou mínima de 5ºC e a previsão para amanhã (30/7) é de 4ºC.
Para o próximo sábado (31/7). está previsto para Araxá mínima de 9ºC e para o domingo, 12ºC.
 
Uberaba, a maior cidade do Triângulo Sul, ficou em terceiro lugar entre as mais frias da região – mínima de 7ºC nesta quinta-feira e previsão de 4ºC para sexta-feira; 9ºC, no sábado; e 12ºC; no domingo.
 
Segundo a climatologista Wanda Prata, as bruscas quedas de temperaturas no Triângulo Sul nesta quinta-feira (29/7) e sexta-feira (30/7) acontecem devido à chegada de uma massa de ar polar seca, que veio da Antártida.
 
“Houve um enfraquecimento do cinturão de ventos ao redor do continente antártico e há neste momento mais gelo marinho que o normal. Isso criou um cenário para poderosas e extremas ondas de ar frio no Hemisfério Sul e que alcançaram o Brasil”, explicou.
 
Ainda conforme a climatologista, esta é a terceira massa de ar polar de 2021.
 
“Além disso, o atual padrão atmosférico está favorável a novas chegadas de ar polar de forte intensidade. E não só para o final do mês de julho, como também para agosto e setembro, com risco de frio intenso na primavera”, comentou.
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade