Publicidade

Estado de Minas POR FALTA DE IMUNIZANTES

Valadares suspende, mais uma vez, aplicação de novas doses contra COVID-19

Os lotes da vacina contra a COVID-19 destinados às pessoas com idade acima de 28 anos se esgotaram rapidamente nesta segunda-feira (26/7)


26/07/2021 20:03 - atualizado 26/07/2021 20:18

Gestantes e puérperas que tomaram AstraZeneca na dose inicial poderão tomar outro imunizante na aplicação complementar(foto: Leonardo Morais/Prefeitura Municipal de Governador Valadares)
Gestantes e puérperas que tomaram AstraZeneca na dose inicial poderão tomar outro imunizante na aplicação complementar (foto: Leonardo Morais/Prefeitura Municipal de Governador Valadares)
O estoque de vacinas contra a COVID-19, destinadas à primeira dose, em Governador Valadares mais uma vez se esgotou no meio de um dia de vacinação. Como o público-alvo para receber essas doses previstas para segunda-feira (26/7) era acima de 28 anos, a procura foi intensa.
 
A prefeitura lamentou o fato de as vacinas terem se esgotado em alguns postos de saúde logo pela manhã, mas isso era uma hipótese, conforme alerta feito pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), nas redes sociais, na sexta-feira (23/7).
 
Segundo a SMS, na última semana, Valadares recebeu cerca de 6.300 doses de vacina contra a COVID-19, que foram aplicadas em pessoas com idade a partir de 28 anos.
 
 
“Assim como em outras cidades de Minas, as primeiras doses de vacina contra a COVID-19 estão acabando. Em alguns postos a vacinação, nesta segunda-feira (26/7), foi encerrada nas primeiras horas de atendimento”, informou a SMS. 
 
 
vacinação para esse público-alvo será retomada assim que a Secretaria de Estado de Saúde enviar novas remessas de vacina, de acordo com a SMS, que esclareceu também que a aplicação de segundas doses continua acontecendo normalmente para as pessoas que estão dentro do prazo de vacinação.
 

Gestantes e puérperas

 
A partir desta terça-feira (27/7), gestantes e puérperas (mulheres que deram à luz há, no máximo, 45 dias) poderão realizar intercambialidade de doses das vacinas contra a COVID-19.
 
Essa intercambialidade, de acordo com a SMS, significa que essas mulheres que tomaram a vacina da AstraZeneca na primeira dose vão poder completar o esquema vacinal com outro imunizante.
 
A secretaria informou que a aplicação de doses de AstraZeneca neste público está suspensa por medida de precaução a efeitos adversos desde o mês de março.

As vacinas ofertadas a gestantes e puérperas serão da Pfizer ou CoronaVac, nas Unidades de Saúde que estão fazendo vacinação contra a COVID-19. A ação é respaldada pela Nota Técnica nº 06/2021 enviada pelo Ministério da Saúde.
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade