Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Após altas consecutivas, BH tem os três indicadores da COVID-19 em alerta

Taxa de transmissão, ocupação de enfermarias e UTI estão no nível amarelo na capital mineira


13/07/2021 19:21 - atualizado 13/07/2021 20:47

Taxa de transmissão da COVID-19 está em 1,0 em BH, entrando em nível de alerta(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Taxa de transmissão da COVID-19 está em 1,0 em BH, entrando em nível de alerta (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Após crescimento consecutivo ao longo da semana, os três indicadores da pandemia da COVID-19 entraram em alerta em Belo Horizonte nesta terça-feira (13/7). A informação é do boletim epidemiológico e assistencial da prefeitura.

Até essa segunda (12/7), apenas o indicador de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estavam no nível de alerta, com 66,5% na soma entre as vagas públicas e privadas. Hoje, esse índice caiu para 63,8%, mas ainda no nível amarelo.
 
(foto: Arte/EM/D.A press)
(foto: Arte/EM/D.A press)
 

Os outros dois parâmetros cresceram. A taxa de uso das camas de enfermaria para pacientes com COVID-19 cresceu de 45,9% para 49,3%, entre sexta e segunda. Nesta terça, saltou para 52,1%, entrando no patamar de alerta, definido a partir dos 50%.

Na mesma linha de crescimento está a taxa de transmissão do novo coronavírus. Desde 29 de junho, essa taxa não sofre queda na cidade, o que indica uma reaceleração do contágio. Nesta terça, ela alcançou o nível de alerta, marcando 1,0.

Isso significa que cada 100 pessoas contaminadas transmitem a doença para outras 100.

Casos e mortes

BH registrou mais 16 óbitos por COVID-19 entre essa segunda e esta terça. Agora, a cidade soma 5.983 mortes confirmadas.

Já o número de casos confirmados para a doença aumentou 715 de ontem para hoje. No total, são 246.909 positivos para COVID-19 na capital mineira desde o início.
São 5.983 pacientes em acompanhamento e 235.917 recuperados, além dos que não resistiram.

Vacinação

Na mesma medida que os indicadores estão avançando, a vacinação, porém, também cresce em BH. Foram 26.728 novas aplicações dos imunizantes de segunda para terça.

Desse total, 24.819 tomaram a primeira dose e 1.562 a segunda. Além de 347 aplicações da vacina Janssen, de dose única.

Com isso, a capital mineira vacinou 54,9% do seu público-alvo com a primeira dose. Por outro lado, 20,3% desse mesmo contingente completou o esquema vacinal.  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade