Publicidade

Estado de Minas VIOLÊNCIA

Filho dá garrafada na mãe, foge da polícia e vai parar dentro de rio

Polícia foi chamada para prender o agressor, que fugiu e se jogou nas águas do Rio Piracicaba, em Nova Era, ameaçando se matar, caso fosse preso


21/06/2021 12:10 - atualizado 21/06/2021 12:56

Rapaz ficou em cima de uma pedra, no Rio Piracicaba, ameaçando se matar caso a polícia se aproximasse(foto: Divulgação PM)
Rapaz ficou em cima de uma pedra, no Rio Piracicaba, ameaçando se matar caso a polícia se aproximasse (foto: Divulgação PM)
Uma mulher de 53 anos sofreu uma agressão de seu filho, de 35 anos, que depois de agredi-la fugiu e se refugiou nas águas do Rio Piracicaba, em Nova Era, região central de Minas. E deu muito trabalho à polícia e ao Corpo de Bombeiros para ser resgatado.

Tudo começou quando a Polícia Militar atendeu a um chamado para resolver uma briga de família, na qual um filho havia agredido a própria mãe com uma garrafa de vidro. Ao chegar à casa onde ocorreu a agressão, os militares foram informados que a mulher, atingida pela garrafada, havia sido levada ao hospital por vizinhos.

Os vizinhos que permaneceram à espera dos policiais contaram que a vítima, ao chamar a atenção do filho, foi repreendida com xingamentos e um golpe certeiro no rosto, dado pelo rapaz, com uma garrafa de vidro, que se quebrou e causou cortes profundos na mulher, que ficou ensanguentada.

Os policiais iniciaram as buscas pelo agressor e não demoraram muito para vê-lo pulando dentro das águas do Rio Piracicaba. Bom nadador, o rapaz nadou até chegar em uma pedra, em meio à correnteza, onde se refugiou. 

Na margem do rio, os policiais militares pediram ao rapaz para voltar e se entregar. Mas os pedidos foram em vão. O rapaz disse que se a polícia tentasse prendê-lo, ele pularia nas corredeiras. Como ele aparentava estar bêbado, os policiais, para evitar uma tragédia, pediram ajuda ao Corpo de Bombeiros de Itabira, cidade localizada a 34 quilômetros de Nova Era.

Quando os bombeiros chegaram, o rapaz ainda estava em cima da pedra, porém, menos agitado, sendo convencido a aceitar a ajuda para sair de um lugar tão perigoso. Os bombeiros lançaram nas águas do rio uma boia amarrada em uma corda, o rapaz se agarrou à boia salva-vidas e foi puxado até a margem.
 
 Todo molhado, o filho agressor recebeu voz de prisão, sendo conduzido à Delegacia de Polícia Civil, onde foi autuado pelo crime de lesão corporal.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade