Publicidade

Estado de Minas AVENIDA PEDRO I

Policiais encontram lar para pitbull machucada que vagava por avenida de BH

Sem comer e com ferimentos, cachorra foi levada pelos agentes a uma clínica veterinária


06/06/2021 17:38 - atualizado 06/06/2021 18:27

Ainda sem nome, pitbull fêmea foi encontrada por policiais militares em BH(foto: Divulgação/PMMG)
Ainda sem nome, pitbull fêmea foi encontrada por policiais militares em BH (foto: Divulgação/PMMG)
O que parecia ser uma ronda de rotina terminou em adoção. Policiais militares passavam pela Avenida Pedro I, na Região Norte de Belo Horizonte, quando foram chamados por populares que tentavam acudir uma cachorra. Abandonado e com ferimentos, o animal foi resgatado. O fato ocorreu nesse sábado (5/6).

A pitbull, que tem traços da raça american bully, foi levada pelos militares da 16° Companhia de Polícia da capital mineira para uma clínica veterinária. Os agentes dividiram os custos médicos e passaram a buscar um lar para a cachorra. Depois, foram orientados a procurar o marceneiro e músico Marcelo Rocha, que aceitou ficar com o animal.

A pet de pelos marrons ainda não tem nome. A soldado Ágatha Santiago, que participou da ação de resgate, conta que o animal tinha aspecto abatido, com o rabo entre as pernas. Cidadãos que passavam pela Pedro I tentaram alimentá-la, mas a comida foi recusada.

“Deu para ver que ela estava bem mal, muito magra. E não estava comendo”, diz a policial.

Agora, a cachorrinha, que aparenta ter cerca dois anos e meio, já aceita as porções de água e ração oferecidas por Marcelo e sua esposa. Embora ainda se assuste com tentativas de interação e esteja debilitada, o cão é descrito como amável.

“É uma cachorra muito tranquila e dócil”, garante o músico. “Acredito que essa cachorra estava há mais de trinta dias na rua”, lamenta.

Na clínica veterinária, o cão passou por exame para detectar leishmaniose. Marcelo aguarda o resultado do teste para saber os rumos do animal. Se forem constatados riscos à saúde de seus familiares e dos dois outros animais que mantém, ele pretende acionar o setor de zoonoses da Prefeitura de BH. Se houver resultado negativo, pretende adotá-la de vez.  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade