Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Transmissão do coronavírus cai e retorna à zona de controle em BH

Fator RT está em 0,99 e volta ao nível mais baixo depois de sete balanços em sequência no estágio intermediário; ocupação dos leitos de UTI cresce


01/06/2021 18:40 - atualizado 01/06/2021 19:12

-->-->-->-->

Movimento de pessoas no Centro de BH: taxa de transmissão do coronavírus está em queda na cidade(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 08/05/2021)
Movimento de pessoas no Centro de BH: taxa de transmissão do coronavírus está em queda na cidade (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 08/05/2021)
 

A taxa de transmissão do novo coronavírus caiu e retornou à zona controlada em Belo Horizonte nesta terça (1º/6). Conforme boletim epidemiológico e assistencial da prefeitura, o indicador está em 0,99: em média, cada 100 doentes transmitem o vírus para outras 99 pessoas na capital mineira.

 

 

 

A estatística se manteve sete balanços em sequência na zona de alerta, antes de voltar à zona de controle. BH teve o comércio não essencial aberto, porém com respeito às medidas sanitárias e restrição de horário.

 

Na contramão, a taxa de ocupação dos leitos de terapia intensiva sofreu leve aumento nesta terça: de 80,9% para 81%. Portanto, o dado permanece na fase crítica, acima dos 70%.

 

 

 

Isso acontece desde 26 de fevereiro: 66 boletins consecutivos “no vermelho”.

 

O percentual de uso das camas de enfermaria também cresceu em BH nesta terça: saiu de 63,5% para 64%. A leve alta mantém o índice no estágio intermediário: abaixo dos 70%, mas acima dos 50%.

 

 

 

Desde 12 de abril, a situação dos leitos clínicos é considerada de alerta. São 36 atualizações seguidas no mesmo patamar.

 

Casos e mortes

 

Depois de dois boletins epidemiológicos com instabilidade no acesso ao DataSUS, a PBH atualizou, nesta terça, o número de diagnósticos da COVID-19. São 209.335 casos confirmados: 5.126 mortes, 7.806 em acompanhamento e 196.405 pessoas recuperadas.

 

Em relação ao balanço anterior, o número de casos aumentou em 4.545 e o de vidas perdidas em 26.

 

Vacinação

 

Belo Horizonte vacinou 845.259 pessoas contra a COVID-19 com a primeira dose até esta terça. Outras 391.254 já receberam a segunda.

 

Portanto, a capital mineira vacinou 41,5% do seu público-alvo com a primeira injeção. Por outro lado, 19,2% desse mesmo contingente completou o esquema vacinal.

 

Segundo números da prefeitura, 23.690 profissionais da educação já tomaram a primeira dose do imunizante.

 

Além deles, 178.687 trabalhadores da saúde, 16.670 servidores da segurança pública, 460.827 idosos acima de 60 anos e 157.460 pessoas do grupo de risco, gestantes e puérperas receberam a injeção.

 

Outros grupos não informados pelo Executivo municipal receberam 7.925 injeções de primeira dose.

 

A cidade recebeu 1.558.235 imunizantes para se proteger da COVID-19 até este boletim: 808.565 da CoronaVac (Sinovac/Butantan), 586.926 da AstraZeneca (Oxford/Fiocruz) e 162.744 da Comirnaty (Pfizer).

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade