Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Kalil sobre terceira onda: 'Não vou colocar ninguém debaixo da terra'

Prefeito fez apelo para que população se vacine e disse estar 'triste' com o fechamento da capital


28/05/2021 17:13 - atualizado 28/05/2021 17:29

Questionado sobre uma flexibilização, Kalil explicou que tudo depende dos níveis do termômetro de leitos disponíveis da prefeitura(foto: Tv Band/Reprodução)
Questionado sobre uma flexibilização, Kalil explicou que tudo depende dos níveis do termômetro de leitos disponíveis da prefeitura (foto: Tv Band/Reprodução)
O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), fez um apelo para que a população da capital tome a vacina contra o coronavírus, como forma de evitar uma possível terceira onda de COVID-19 no Brasil. 

Leia: Kalil sobre motociata de Bolsonaro: 'Pode andar até de velocípede'

"Não vou colocar por questões eleitorais ninguém debaixo da terra”, comentou o prefeito sobre um possível fechamento. “BH é a cidade mais fechada do Brasil. Já foi a que menos matou, hoje é a terceira. Tudo vai se superar. Estamos vendo o que está acontecendo nos EUA, na Inglaterra... meu apelo é esse: vacinem”, afirmou o prefeito de BH, em entrevista a TV Band Minas.

Questionado sobre uma flexibilização, Kalil explicou que tudo depende dos níveis do termômetro de leitos disponíveis da prefeitura e explicou que “odeia” ver a cidade dessa forma. "Ninguém está mais triste que o prefeito de BH de ver a capital fechada.”

"Eu queria estar fazendo obra... não fechando a cidade", brincou o prefeito de BH.

Mais cedo, Kalil falou sobre a CPI da COVID-19, na qual ele afirmou ser “chocante e revoltante” e afirmou que Bolsonaro é bem-vindo à capital mineira.



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade