Publicidade

Estado de Minas GOLPE

Polícia Civil de Araxá prende 12 suspeitos de vender CNHs falsas na região

Para facilitar a venda das CNHs falsas no Triângulo Mineiro, alguns dos detidos mentiam ao dizer que eram delegados e investigadores


12/05/2021 20:24 - atualizado 12/05/2021 20:27

Mandado de busca e apreensão sendo cumprido pela Polícia Civil de Araxá(foto: PCMG/Divulgação)
Mandado de busca e apreensão sendo cumprido pela Polícia Civil de Araxá (foto: PCMG/Divulgação)
A Operação Fake Driver da Polícia Civil (PC) de Araxá investiga quadrilha que atua na compra e falsificação de CNHs na região, foi desencadeada nesta quarta-feira (12/5) e cumpriu 12 mandados de prisões e 11 de buscas e apreensão em Araxá, Uberaba, Perdizes e Sacramento, no Triângulo Mineiro.
Segundo o delegado regional, Vitor Heisler, a operação também investiga um golpe em que parte do grupo oferecia vantagens na obtenção de carteira e em leilões. “O que de fato não ocorria. Além disso, alguns se passavam por delegados e investigadores para dizerem que eram 'amigos', com intuito de facilitar as negociações de venda das CNHs”, contou.
 
Ao todo, a operação Fake Driver já identificou mais de 100 casos de venda de CNH falsa em Araxá e cidades de sua região.
 
Ainda de acordo com Heisler, as investigações iniciaram com a prisão de um homem no início deste ano em Araxá, sendo que em sua residência foram localizados CNHs falsas e certa quantia em dinheiro.

“Este homem se encontra preso em Sacramento. Ele chegou a ser nomeado como assessor parlamentar de vereador que posteriormente foi objeto de investigação e indiciamento pela Policia Civil e de denúncia pelo Ministério Público por corrupção, organização criminosa e falsidade ideológica”, finalizou o delegado regional.
 
As investigações para se chegar aos mandados de prisão e busca e apreensão foram coordenadas pelo delegado Conrado Costa e equipe de investigadores.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade