Publicidade

Estado de Minas

Policia identifica suspeito de encostar pênis em grávida dentro de loja

De acordo com a delegada Karine Maia, suspeito é o mesmo que ejaculou em uma mulher em papelaria de Montes Claros em 2018


12/05/2021 23:41 - atualizado 13/05/2021 00:15

O suspeito é o mesmo que em 2018 foi denunciado por prática semelhante(foto: WhatsApp/Reprodução)
O suspeito é o mesmo que em 2018 foi denunciado por prática semelhante (foto: WhatsApp/Reprodução)
A Polícia Civil de Montes Claros, no Norte de Minas, identificou o suspeito de ter encostado o pênis em uma grávida de oito meses dentro de uma loja, na manhã de domingo (09/05). O crime de importunação sexual foi flagrado pelas câmeras de segurança da loja, localizada no Baiirro Jardim Palmeiras.
 
De acordo com a delegada Karine Costa Maia, da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) de Montes Claros, o suspeito é o mesmo que em 2018 foi denunciado por prática semelhante, ter ejaculado na calça de uma mulher,  em uma papelaria no Centro da cidade.

Naquele ano, a Delegacia da Mulher recebeu denúncias de outras duas vítimas do mesmo homem. Porém, ele não chegou a ser indiciado porque na época que o fato aconteceu o crime de importunação sexual ainda não estava previsto no Código Penal Brasileiro.
 
A lei do crime de importunação entrou em vigor em setembro de 2018, prevendo pena de reclusão de um a cinco anos para esse tipo de assédio sexual. De acordo com informações da delegada Karine Maia, o suspeito, de 36 anos, é casado e formado na área de engenharia.
 
Ele fugiu da cidade e está sendo procurado. A Policia Civil deverá pedir à Justiça a prisão temporária ou preventiva dele. Na tarde de terça-feira (11/5), a delegada Karine Maia ouviu o depoimento da grávida de oito meses, a operadora de máquina K. L. M. D, de 25 anos, que na manhã de domingo (Dia da Mães), foi vitima do maníaco no estabelecimento no Bairro Jardim Palmeiras.
 
A titular da delegada especializada disse que vai intensificar as investigações na tentativa de localizar o suspeito. “Vamos localizá-lo e (continuar) trabalhando (considerando) ele como principal suspeito para tentar interroga-lo”, afirmou Karine Maia, em entrevista coletiva. Câmeras de segurança de uma loja em Montes Claros, no Norte de Minas, flagraram um homem circulando dentro do estabelecimento, com o órgão genital fora da calça, e assediando mulheres.
 
As imagens mostram o suspeito encostando o pênis em uma mulher, que está grávida de oito meses. Ela somente percebeu o assédio após assistir ao vídeo numa rede social.

 COMO FOI O CASO

A Importunação sexual aconteceu em uma loja de variedades localizada na Avenida Jardim Palmeiras, a principal do Bairro Jardim Palmeiras. O estabelecimento estava movimentado por causa do Dias das Mães, o que não inibiu o ato do homem, que estava usando máscara.
 
Nas imagens, é possível ver que o homem circula perto de algumas mulheres, usando uma peça plástica (porta talheres) para encobrir o órgão sexual, que está por fora da calça. Na sequência, ele se aproxima de uma mulher grávida e encosta atrás dela.
 
Ainda na filmagem, é possível perceber que um outro homem se aproxima do assediador e conversa com ele. Em seguida, o maníaco deixa o local.
 
Ele teria comprado uma saboneteira na loja, saindo como um cliente comum, como se nada tivesse de anormal tivesse ocorrido.
 
A operadora de máquina disse que foi até a loja para comprar alguns brincos e que o marido ficou esperando por ela no carro, próximo à porta do estabelecimento.
 
Ela conta que na hora notou que “aconteceu algum alvoroço” na loja, mas não percebeu que tinha sido importunada. A operadora de máquina relata que após a compra foi para a casa de sua mãe, para a comemoração da data.
 
“Foi quando eu e meus parentes, recebemos um vídeo, que estava circulando nas redes sociais, sobre o ocorrido na loja. Foi ai que me dei conta que eu (que aparecia) na filmagem naquela situação muito constrangedora. Fiquei muito chocada”, descreve a vítima.
 
A mulher disse que ligou para sua advogada, que lhe orientou que registrasse um boletim de ocorrência (BO) junto à Polícia Militar (PM), o que foi feito.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade