Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

BH deve reabrir supermercados e padarias aos domingos

Prefeito Alexandre Kalil falará sobre novos rumos do comércio nesta quinta-feira (6/5), em entrevista coletiva


05/05/2021 21:00 - atualizado 05/05/2021 21:34

Supermercados e padarias não abrem as portas aos domingos desde o fim de março(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Supermercados e padarias não abrem as portas aos domingos desde o fim de março (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
 
Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (6/5), às 10h30, o prefeito Alexandre Kalil (PSD) deve anunciar a reabertura de supermercados e padarias aos domingos em Belo Horizonte. Desde 28 de março, os serviços considerados essenciais estão proibidos de funcionar nesse dia da semana.

A medida foi criada pela prefeitura para frear o avanço do novo coronavírus na capital – que em março e abril registrou recorde na ocupação de UTI (passou de 100%).


Nesta quarta-feira (5/5), a transmissão por infectado caiu de 0,96 para 0,95 no boletim emitido pela Secretaria Municipal de Saúde. Isso quer dizer que 95 pessoas com a COVID-19 são capazes de contaminar outras 100 na cidade.

É o único indicador que está no alerta verde, considerado ideal pelos infectologistas.

A ocupação das UTIs registrou ligeira queda, de 76,4% para 76,1%, em alerta vermelho. O número de leitos exclusivos para COVID-19 na capital é de 568 na rede pública e de 533 na rede particular. 

Por sua vez, as enfermarias tiveram queda de 55,2% para 53,5%, em alerta amarelo. A capacidade total na capital é de 1.165 no Sistema Único de Saúde (SUS) e de 905 nos hospitais privados. 

 
Bares e restaurantes



Atualmente, o decreto emitido por Alexandre Kalil permite que esses estabelecimentos abram as portas somente de segunda-feira a sexta, das 11h às 16h, com venda de bebida alcoólica.

Depois desse horário, podem usar apenas a opção de delivery. 

Bares e restaurantes estão com atividades reduzidas desde 7 de março.

De acordo com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Minas Gerais (Abrasel-MG), a maioria dos empresários teve dificuldades para pagar salários em março e abril.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade