Publicidade

Estado de Minas MINAS

Área degradada vai virar parque urbano de lazer e esportes em Ouro Preto

A previsão de entrega do parque é para dezembro de 2021 e Secretaria de Meio Ambiente acompanhará a construção


29/04/2021 22:06 - atualizado 30/04/2021 23:37

Aréa de 70 mil m² terá reparação ambiental de empresa e vai se tornar espaço de esporte e lazer (foto: Divulgação/Prefeitura de Ouro Preto)
Aréa de 70 mil m² terá reparação ambiental de empresa e vai se tornar espaço de esporte e lazer (foto: Divulgação/Prefeitura de Ouro Preto)
Uma área de 70 mil metros quadrados em Ouro Preto, Região Central de Minas Gerais, vai se transformar em um parque público urbano de lazer e esportes. As obras da construção do parque se deram por meio de negociações entre a prefeitura de Ouro Preto e a empresa de alumínios Novelis, que encerrou as operação de alumínio primário na cidade no final de 2014. Agora com autorização da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam), a empresa poderá reparar a área que um dia foi um depósito de rejeitos da fábrica conhecido como buraco quente.
 
Segundo o Procurador Geral de Ouro Preto, Diogo Ribeiro dos Santos, foi proposto pela empresa um processo de remediação e reparação para a área, sendo autorizado pelo órgão ambiental de Minas Gerais a realização das obras de reparação da área degradada. “A Novelis está finalizando a primeira etapa desse processo de remediação e vai submeter as informações ao órgão ambiental para que a segunda etapa seja desenvolvida. A previsão de entrega do parque é para dezembro de 2021”.
 
Ainda segundo o procurador geral, no início da gestão do prefeito Angelo Oswaldo a empresa procurou a prefeitura e apresentou a proposta, sendo remetida todas as informações do processo de remediação da área para a Secretaria de Meio Ambiente para análise técnica. “A proposta é que após a construção do parque de esporte e lazer, a Novelis faça a doação do imóvel ao município em conformidade com algumas obrigações que estão sendo negociadas entre as partes”.
 
De acordo com o prefeito Angelo Oswaldo, o parque será uma área esportiva e ambiental e vai contar com duas quadras, um campo society, pista de skate, pista de caminhada e pista de ciclismo e pretende beneficiar a juventude de Ouro Preto.
 
“Em uma visita técnica que a prefeitura fez juntamente com as secretarias de Meio Ambiente, Casa Civil, de Governo ao local, o procurador e consultor na Novelis apresentou a planta da área onde será entregue um dos mais modernos parques urbanos do Brasil”.
 
Mesmo com encerramento das atividades de fábrica na cidade, Ribeiro dos Santos afirma que a empresa possui inúmeros problemas relacionados às áreas degradadas, parcelamento irregular de solo, discussão de posse e propriedade.
 
“A empresa também é ré de algumas ações civis públicas ajuizadas pelo Município e ainda responde vários outros inquéritos civis na cidade em razão de sua operação”.
 
O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânica e de Material Elétrico de São Julião, Roberto Wagner de Carvalho, que esteve à frente na época do encerramento das atividades da fábrica afirma atualmente não acompanha a reparação da área, mas que na época, a o sindicato e outras entidades denunciaram ao Ministério Público todos os passivos ambientais que a Novelis deixaria. “Tenho dúvida desta área de laser, se ela está sendo construída sobre resíduo tóxico”.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade