Publicidade

Estado de Minas VACINAÇÃO

Garis, fiscais e PMs de BH celebram cadastro para vacinação: 'Fomos vistos'

PBH anunciou que prepara cadastramento para vacinar trabalhadores de atividades essenciais contra a COVID-19


30/03/2021 11:38 - atualizado 30/03/2021 13:31

Heider Costa presta um serviço essencial para a cidade, na varrição das ruas, há sete anos(foto: Fotos: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
Heider Costa presta um serviço essencial para a cidade, na varrição das ruas, há sete anos (foto: Fotos: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
Há 7 anos na função de gari, Heider Costa presta um serviço essencial à capital mineira. Ele atua ao menos 6 horas diárias na varrição das ruas da Região de Venda Nova, longe do conforto e da segurança proporcionados pelo home office. 

Desde domingo (28/03), o trabalhador deu um passo à frente na longa fila da vacinação contra a COVID-19, já que a Prefeitura de Belo Horizonte anunciou que prepara um cadastro para imunizar os trabalhadores da limpeza urbana, além das forças de segurança e dos fiscais. 

“Estou ansioso, vai nos ajudar bastante. Também somos da linha de frente e agora estamos sendo vistos. A categoria está sendo reconhecida”, comemora o funcionário.

A ansiedade é também o sentimento demonstrado por Edson Xavier, que trabalha há cinco anos na coleta de lixo, ao comentar a decisão do município.

“Todo mundo tem medo do coronavírus, né? Todo mundo quer ir para o céu, mas ninguém está querendo morrer!”, brinca o trabalhador.

O capitão da Polícia Militar de Minas Gerais, Guilherme Pantuzzo, diz que a medida vai trazer mais tranquilidade à sua jornada de trabalho, já marcada por tantos riscos.

“É um alívio. A gente se protege. Usamos máscaras e álcool em gel. Mas, muitas vezes, recebemos chamadas em UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), hospitais. Em alguns momentos, também é inevitável ter contato direto com as pessoas. Então, a notícia de que seremos priorizados nos trouxe muita alegria”, comentou o policial. 

Exposição

Ao circular pelas regiões Norte e Pampulha na manhã desta terça-feira (30/03), a reportagem observou que a grande maioria dos agentes da limpeza urbana e das forças de segurança da capital usava máscaras de feltro ou tecido. 

Consultado pela reportagem, o infectologista Estevão Urbano recomenda o uso da máscara cirúrgica: “Oferece uma proteção maior e é mais confortável. Para esses trabalhadores, é a ideal. Aliás, não só para eles, como para toda a população. A máscara de pano é uma proteção razoável quando não se tem outra possibilidade”, alertou o médico. 

O Estado de Minas questionou a PBH sobre o fornecimento desses equipamentos de proteção e aguarda retorno.


Cadastramento

O cadastramento para imunização dos trabalhadores de serviços essenciais foi anunciado pela prefeitura nesse domingo (28/03). Segundo o município, os servidores deverão preencher um formulário elaborado pela Secretaria Municipal de Saúde. A data em que o documento será disponibilizado ainda não foi informada, assim como o dia previsto para vacinação das categorias.

Por ora, o poder público especificou apenas quais serão os profissionais admitidos no cadastro. São eles: 

- Agentes da BHTrans
- Bombeiros militares
- Fiscais da Secretaria Municipal de Política Urbana
- Fiscais de Controle Urbanístico e Ambiental
- Guarda Municipal
- Polícia Civil
- Polícia Federal
- Polícia Militar 
- Trabalhadores da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade