Publicidade

Estado de Minas GRANDE BH

Menina de 8 anos que sumiu em Santa Luzia reaparece; caso ainda é mistério

Criança desapareceu no início da tarde passada e foi localizada no fim da noite. Ela disse ter sido levada de casa por uma mulher e entregue novamente por outra


30/03/2021 07:46 - atualizado 30/03/2021 11:20

Família mora em uma área próxima a propriedades rurais em Santa Luzia(foto: Reprodução da internet/Google Maps)
Família mora em uma área próxima a propriedades rurais em Santa Luzia (foto: Reprodução da internet/Google Maps)


Final feliz para o caso do desaparecimento de uma menina de 8 anos que mobilizou as autoridades em Santa Luzia, Região Metropolitana de Belo Horizonte, nessa segunda-feira (29/3).

A criança reapareceu no fim da noite na casa da avó. No entanto, o motivo do sumiço ainda é um mistério e, segundo a menina, envolveria pelo menos duas mulheres. O caso deve ser investigado pela Polícia Civil. 

A família mora em uma área próxima a propriedades rurais no Bairro Industrial Americano. De acordo com a Polícia Militar (PM), a mãe da menina contou que, por volta das 13h, ela e os outros filhos dormiram. Ela acordou pouco antes das 14h30 e percebeu que a filha não estava em casa. A mulher saiu para procurar a criança nas casas de parentes e amigos, sem sucesso. Em seguida, ela acionou o padrasto da menina, que estava trabalhando, mas voltou para casa e pegou uma bicicleta para percorrer a comunidade. Ele também não a viu. 

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados. Câmeras de segurança da região foram analisadas, mas não havia imagens da menina. Os bombeiros chegaram a sobrevoar a área de helicóptero e também procurar nas  áreas de vegetação. 

A mãe também recebeu vários trotes sobre o paradeiro dela, e até a PM foi à porta de um cemitério da cidade após receber a informação de que uma criança com as mesmas características estava na porta, o que não se confirmou. 

A angústia só chegou ao fim pouco antes da meia-noite, quando a avó da criança chegou à casa da mãe trazendo a menina no colo. À PM, ela disse que havia vasculhado toda a residência dela atrás da neta, sem encontrá-la. Por volta das 23h40, um amigo da mulher, que mora lá, foi a um dos quartos e viu a menina deitada na cama. 

Questionada, a criança contou que foi tirada da casa da mãe por uma mulher, que a levou a um imóvel pequeno onde ela ficou brincando com outras crianças. Depois, uma outra mulher a pegou na rua e levou à porta da casa da avó. 

Acompanhada da mãe, a menina foi levada a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade e, logo depois, ao Hospital Odilon Behrens, na Região Noroeste de Belo Horizonte. Os exames não constataram violência sexual ou física. A criança seria encaminhada a uma assistente social para acompanhamento. 

A Polícia Civil informou, na manhã desta terça-feira, que instaurou um procedimento para apurar o fato. A família será chamada para dar mais detalhes à Delegacia de Polícia Civil. A instituição ainda pede que, quem tiver mais informações sobre o caso, pode entrar em contato pelo telefone 0800 2828 197


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade