Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA NA CAPITAL

Ônibus seguem lotados nesta segunda (08/03), mesmo com fechamento em BH

Estado de Minas flagrou pontos e veículos cheios, mesmo após determinação da PBH e apelo das autoridades sanitárias por medidas de segurança contra a COVID-19


08/03/2021 11:13 - atualizado 08/03/2021 11:54

Lotação em ônibus do transporte público municipal de Belo Horizonte nesta segunda-feira (08/03). Mesmo após fechamento, ônibus de BH permanecem cheios(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
Lotação em ônibus do transporte público municipal de Belo Horizonte nesta segunda-feira (08/03). Mesmo após fechamento, ônibus de BH permanecem cheios (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
Os ônibus que fazem as linhas do transporte coletivo em Belo Horizonte permaneceram cheios na manhã desta segunda-feira (08/03), primeiro dia útil depois da nova determinação para fechamento do comércio de produtos e serviços essenciais na capital, que vigora desde as 14 horas de sábado (06/03). O Estado de Minas flagrou pontos de ônibus e veículos cheios, movimento semelhante ao dos dias sem o fechamento do comércio determinado pela prefeitura para conter o avanço do novo coronavírus na cidade.

 

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) informou que, com o anúncio do fechamento de diversas atividades comerciais em Belo Horizonte e consequente redução no número de passageiros, a operação do transporte coletivo irá operar com ajustes pontuais no número de viagens a partir desta segunda.

 

Entretanto, mesmo com a suspensão de atividades, o apelo das autoridades sanitárias e o crescente número de casos e mortes em BH, o EM registrou amontoados de usuários no transporte público em filas, em vários pontos na região central da capital. Ainda que um grande número de pessoas estivesse usando máscaras, o distanciamento necessário, tanto nas filas quanto nos veículos, não foi respeitado.

 

Fila em ponto de ônibus do transporte público municipal de Belo Horizonte nesta segunda-feira (08/03)(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
Fila em ponto de ônibus do transporte público municipal de Belo Horizonte nesta segunda-feira (08/03) (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
 

 

Filas em estabelecimentos, pontos e ônibus lotados, restaurantes e lanchonetes, aglomerações que contribuíram para índices crecentes de contaminação pela COVID-19 em BH, também foram vistas no sábado (06/03) pouco antes da restrição atividades. 

 

A PBH ressaltou que a operação do transporte coletivo será avaliada ao longo desta segunda para possíveis adequações, caso seja necessário.

 

Desde maio do ano passado, a PBH editou norma que dispõe de medidas voltadas à prevenção e disseminação do novo coronavírus no transporte público da capital, entre elas, a garantia, por meio das concessionárias do serviço, de condições mínimas de distanciamento controlado e adoção de medidas sanitárias, como a limpeza frequente de todas as superfícies que são tocadas com frequência por usuários e operadores do serviço.

 

Fila em ponto de ônibus do transporte público municipal de Belo Horizonte nesta segunda-feira (08/03)(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
Fila em ponto de ônibus do transporte público municipal de Belo Horizonte nesta segunda-feira (08/03) (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
 

A suspensão de atividades em BH foi determinada em decreto municipal na última sexta-feira, depois de recomendação do Comitê de Combate à COVID-19 da PBH. Serviços essenciais, como o comércio de alimentos, mantimentos, remédios, reparos e construção serão mantidos, mas outros, como salões de beleza, academias e estabelecimentos com consumo de refeições interno foram suspensos por tempo indeterminado.

 

A decisão da prefeitura se baseia na alta dos indicadores ligados à pandemia. A ocupação de unidades de terapia intensiva, por exemplo, chegou a 81% nesta sexta-feira (05/03).

 

*estagiário sob supervisão do subeditor Daniel Seabra


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade