Publicidade

Estado de Minas ENCHENTES

BH, Contagem e estado acordam R$ 298 milhões para obras na Tereza Cristina

Dinheiro vem de indenização da Vale pela tragédia de Brumadinho e será repartido entre os poderes executivos


25/02/2021 19:08 - atualizado 26/02/2021 08:40

Avenida Tereza Cristina, na Região Oeste de BH: enchentes são comuns no local e podem ser finalmente resolvidas(foto: Alexandre Guzanshe - 07/02/2021)
Avenida Tereza Cristina, na Região Oeste de BH: enchentes são comuns no local e podem ser finalmente resolvidas (foto: Alexandre Guzanshe - 07/02/2021)
As prefeituras de Contagem e Belo Horizonte e o governo de Minas Gerais fecharam um acordo para garantir repasses para obras contra as enchentes na Avenida Tereza Cristina nesta quinta (25/2).

 

De acordo com o Executivo municipal de Contagem, serão R$ 298 milhões para a execução das obras de macrodrenagem ao longo do Córrego Ferrugem. Esse recurso vem do acordo feito pelo governo Romeu Zema (Novo) com a mineradora Vale no âmbito da tragédia de Brumadinho. 

 

Desse dinheiro, R$ 98 milhões vão para Contagem. A gestão Marília Campos (PT) vai investir em intervenções nas vilas PTO e Itaú.

 

Já a administração Alexandre Kalil (PSD) vai receber R$ 62 milhões. O objetivo é aplicar o dinheiro na bacia da Vila Esporte Clube, nas proximidades do Bairro Madre Gertrudes, Região Oeste da capital mineira.

 

Juntas, as bacias terão a capacidade de represar 755,1 mil metros cúbicos de água das chuvas.

 

O restante da quantia – R$ 144 milhões – será usado para desapropriar 290 famílias que moram nesses locais. Elas vão receber habitações populares.

 

Esse dinheiro do governo estadual também vai servir para dar continuidade nas obras no Córrego Riacho das Pedras, em Contagem.

Negociações 

 

O encontro desta quinta reuniu a prefeita Marília Campos, o vice-prefeito de BH Fuad Noman, o secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato e equipe técnica desses governos.

 

Essa foi a segunda agenda do comitê criado para resolver as enchentes do Córrego Ferrugem, que historicamente causa inundações na Avenida Tereza Cristina.

 

O manancial faz parte da Bacia do Ribeirão Arrudas, uma das principais da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

 

Uma próxima reunião vai acontecer para assinatura do convênio. Esse encontro deve acontecer até 15 de março. A partir dessa assinatura, o processo de licitação pode começar. 

“Considero esta reunião positiva. No prazo de até 15 de março iremos assinar um convênio para que possamos iniciar o processo de licitação. Esta é uma grande conquista para que a gente dê o enfrentamento às enchentes na época das chuvas”, resumiu a prefeita Marília Campos.

 

O vice-prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman, destacou que o acordo tem a finalidade de resolver o problema das enchentes que perturbam Contagem e BH. “Aproveitamos os recursos disponibilizados pelo Estado para fazer uma obra deste vulto. Muito em breve as cidades de Contagem e BH vão se ver livres das enchentes na Avenida Tereza Cristina”. (Com informações de Gabriel Felice - Especial para o EM)

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade