Publicidade

Estado de Minas CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL

Estádio do Galo terá 5 mil toneladas de aço 100% nacional

Empresas buscam materiais menos nocivos ao meio ambiente; um dos primeiros condomínios residenciais com estrutura metálica é construído em Poços de Caldas


24/02/2021 19:03 - atualizado 24/02/2021 20:45

O aço e o concreto foram usados para trazer modernização, e agilidade nas obras(foto: Codeme/divulgação)
O aço e o concreto foram usados para trazer modernização, e agilidade nas obras (foto: Codeme/divulgação)
O Estádio do Atlético, na capital mineira, vai ter 5 mil toneladas de aço 100% nacional. Em busca de certificações, empresas escolhem materiais menos nocivos ao meio ambiente. A cidade de Poços de Caldas, no Sul de Minas, também vai ter um dos primeiros condomínios residenciais com estrutura metálica.

 

De acordo com o Conselho Internacional da Construção (CIB), estima-se que mais de 50% dos resíduos sólidos gerados pelo conjunto das atividades humanas sejam provenientes da construção civil convencional. A preocupação com essa situação levou o Brasil ao 4º lugar no ranking dos países e regiões fora dos Estados Unidos, que buscam a certificação Leadership in Energy and Environmental Design (LEED), um sistema internacional para edificações que avalia construções em mais de 160 países. 

 

Os responsáveis pelo projeto Arena MRV, primeira ‘casa’ própria do Atlético, combinam o aço e o concreto para trazer a modernização, pioneirismo e agilidade nas obras.

 

“Complexa e extremamente detalhada, a construção do estádio, assim como outros espaços que venham a receber milhares de visitantes, exigiu diversas comparações em relação a outros sistemas construtivos, sendo que a tipologia usada foi a que resultou em um custo e prazo mais compatíveis com as expectativas. A escolha pelo sistema híbrido resultou na redução de investimento financeiro de aproximadamente 10% em relação ao sistema convencional, e trouxe ainda uma diminuição de três meses no prazo final para a execução da estrutura”, diz Codeme Engenharia S.A.

 

A estrutura híbrida permite na mesma obra elementos de diferentes materiais. Na Arena MRV, por exemplo, os pórticos de sustentação das arquibancadas e cobertura são constituídos em partes por vigas e pilares de concreto pré-fabricado, e em outras por vigas e pilares de aço. As primeiras estruturas metálicas foram montadas em 21 de dezembro do ano passado, com finalização prevista para o final de 2021.

 

Dados do Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA) apontam que a produção brasileira de estruturas em aço aumentou 25,6% em 2019, em relação a 2018. Para o diretor técnico do CBCA, Ascanio Merrighi de Figueiredo, uma obra de grande porte como essa, com grande investimento envolvido, contribui com o crescimento do segmento da construção industrializada em aço no Brasil, com grande geração de empregos diretos e indiretos potencializando o giro econômico.

 

“Sem dúvida, a utilização da estrutura metálica neste empreendimento teve papel determinante, visto que, quando se teve a ideia de utilizar pilares e vigas metálicas nos pórticos de sustentação, houve um ganho significativo em custo e prazo. Ainda com uma segunda vantagem: o aço utilizado na construção da Arena MRV – aproximadamente 5 mil toneladas – é 100% de produção nacional, vindo diretamente de usinas dos maiores grupos siderúrgicos do país”, afirma.

 

Sul de Minas

 

Poços de Caldas também vai ter um dos primeiros condomínios com estrutura metálica(foto: Arka engenharia/divulgação)
Poços de Caldas também vai ter um dos primeiros condomínios com estrutura metálica (foto: Arka engenharia/divulgação)
Em busca de uma obra mais sustentável, um dos primeiros condomínios residenciais com estrutura totalmente metálica é construído em Poços de Caldas, no Sul de Minas. A estimativa é que sejam utilizadas 320 toneladas de aço para a construção das casas, portaria e ambientes recreativos.

 

“Nos últimos cinco anos, o interesse de nossos clientes por projetos com estrutura metálica triplicou e percebemos que isso está ligado justamente por suas vantagens sustentáveis”, diz Rodrigo Vilela Barreto, sócio fundador da Arka Engenharia, responsável pelo projeto residencial.

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade