Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Prefeitura mineira autoriza uso de drone pela PM contra aglomerações

Decreto foi publicado em Bonfinópolis de Minas. Mas, pelotão da Polícia Militar na cidade não tem o equipamento


24/02/2021 18:48 - atualizado 24/02/2021 21:31

Prefeitura de Bonfinopolis autoriza uso de drones contra aglomerações(foto: Google)
Prefeitura de Bonfinopolis autoriza uso de drones contra aglomerações (foto: Google)
A Prefeitura de Bonfinópolis de Minas, no Noroeste do estado, publicou um decreto com uma série de restrições ao comércio local e aos moradores para conter o avanço do coronavírus (COVID-19). Entre as medidas , que entram em vigor terça-feira (23/02), consta que a Polícia Militar “poderá usar drones no espaço aéreo municipal” para "fiscalizar o descumprimento das medidas" de isolamento social por parte do comércio e da população, incluindo aglomerações. Porém, o pelotão da Polícia Militar em Bonfinópolis de Minas não dispõe do equipamento. 

 

O comandante do 28º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Unaí, tenente-coronel Amerson César Lourenço Braga, que responde pela região, informou que a corporação dispõe de drone na sede da unidade. Mas, até então, usou o equipamento somente em ações de combate ao crime. 

 

Ele disse que a PM não tem nenhuma previsão de usar o drone para a fiscalização ou combate às aglomerações no trabalho preventivo contra a transmissão da COVID-19 no Noroeste de Minas. “A priori, não temos  essa previsão (de uso do equipamento). Só poderemos fazer isso se surgir alguma demanda nesse sentido”, afirmou o tenente-coronel.

 

De acordo com as últimas informações sobre a pandemia divulgadas pela Prefeitura de Bonfinópolis de Minas, foram confirmados no município 216 casos de coronavírus e nove mortes provocadas pela doença.

 

 O decreto assinado pelo prefeito da cidade, Manoel Costa Lima (PSB), trouxe medidas mais restritivas contra a propagação da COVID-19 válidas para um período de 15 dias, e incluiu a proibição dos supermercados divulgarem promoções pelas redes sociais ), por folderes e por  alto-falante.

 

Conforme o decreto, o comércio da cidade só pode funcionar sem o acesso de clientes ao interior das lojas, com uso de fita zebrada na entrada dos estabelecimentos, realizando ainda o atendimento por sistema drive-thru e entrega delivery. 

 

Restaurantes podem ficar abertos no horário das 8 horas às 20 horas, mas com ocupação de até 50% da capacidade, sendo proibido o consumo de bebida alcoólica nos locais. A mesma proibição foi imposta para os bares da cidade. 

 

Outra restrição é para barberias e salões de beleza que, assim como clinicas médicas, devem atender somente uma pessoa de cada vez.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade