Publicidade

Estado de Minas COMEMORAÇÃO

Vacinados e casados: idosos celebram o amor em casamento no asilo

Após enfrentar alta de casos da COVID-19 em 2020, dois casais de idosos trocam as alianças no Lar Maria Clara, em Contagem


24/02/2021 18:39 - atualizado 25/02/2021 07:39

Casamento no Lar Maria Clara, Centro de Contagem(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Casamento no Lar Maria Clara, Centro de Contagem (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
"Vocês deixam uma mensagem para a gente. Algo que é valioso e dinheiro nenhum compra: o amor", disse o ministro da palavra, dando início à cerimônia de casamento no Lar Maria Clara, no Centro de Contagem, nesta quarta-feira (24/02). Os noivos são Neide Antônia Samos, 68, e Rodrigo Antônio Bethonico, 84, Antônia Moura Almeida, 82, e Geraldo Pereira de Bersia, 69, que se aproximaram durante a pandemia de COVID-19. 
 
 

Cada um deles tem uma longa história dentro do lar: Neide está no asilo desde 2016, enquanto Rodrigo chegou 10 anos antes dela. Já Antônia entrou em 1995 e Geraldo em 2016. A aproximação dos casais surgiu no período de isolamento social. “Durante a pandemia, como paramos com muitas atividades, eles ficaram mais próximos e surgiu o romance”, explicou Ellen Cristina Gomes, terapeuta ocupacional do lar.
 
Ver galeria . 29 Fotos Casamento com idosos que se conheceram no Lar Maria Clara, Centro de ContagemJuarez Rodrigues/EM/D.A Press
Casamento com idosos que se conheceram no Lar Maria Clara, Centro de Contagem (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press )
 
 
“Foi tudo muito rápido, esse foi o pedido de Natal deles. Em janeiro, os estagiários coordenaram e deram o impulso para que este desejo pudesse ser realizado nesta cerimônia”, destacou Ellen. “Eu me sinto extremamente emocionada e inspirada. A gente percebe que é possível ter desejos com todas as dificuldades e impossibilidades, vemos fôlego de vida mesmo aqui dentro do lar”, completou.

Antônia Moura Almeida, 82, Geraldo Pereira de Bersia, 69(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Antônia Moura Almeida, 82, Geraldo Pereira de Bersia, 69 (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Um dos noivos, Rodrigo, descreveu seu sentimento pela esposa. “Todo dia eu me apaixono por ela”, afirmou. Enquanto Neide contou que é muita felicidade. “Tô me sentindo amada”, disse com um sorriso contagiante.
 
Neide Antônia Samos, 68, e Rodrigo Antônio Bethonico, 84(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Neide Antônia Samos, 68, e Rodrigo Antônio Bethonico, 84 (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)

A família dos casais compareceu na cerimônia, sendo dois membros de cada um. Elisa Lemos, de 40 anos, é filha de Rodrigo e disse que deseja a felicidade do pai. “Fiquei muito surpresa, não esperava que ele encontrasse alguém agora. Mas estou feliz por ele ter uma companhia aqui no lar”, ressaltou.

Zé Pereira de Bersia, 63, é irmão de Geraldo. Os dois não se encontravam desde o início da pandemia, em março de 2020. Ele disse que não poderia deixar de comparecer em um momento tão especial para o irmão. “Sempre fomos só nós dois e ele falava que queria casar e nunca tinha conseguido alguém. Agora estou feliz de ver que ele conseguiu encontrar esta pessoa e de vê-lo conquistando esse sonho”, comemorou após Geraldo se emocionar ao rever o irmão depois de quase um ano.

E os dois casais despertaram os sentimentos dos companheiros dentro do lar. A dama de honra, Terezinha Amorim, 82, contou que gostaria de pegar o buquê de flores. “Eu vou ser a próxima”, disse. Ela e as outras damas entraram todas na cor vermelha, da paixão, para celebrar o amor dos casais.
 
As damas de honra dos casais(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
As damas de honra dos casais (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
 
 

Cerimônia 

Antes do grande momento, as noivas ganharam um momento especial com maquiagem e esbanjaram alegria. Enquanto os noivos aguardavam apreensivos a hora do casório.

Na entrada, as damas coloriram o tapete vermelho com confetes para receberem os noivos. Neide, Rodrigo, Antônia e Geraldo entraram logo em seguida na cadeira de rodas, empurrados pelos padrinhos escolhidos, os cuidadores do lar.
 
Marcos Vinicius Angelo de Almeida, ministro da palavra Igreja Católica, celebrou a cerimônia e, durante os votos, dona Neide encerrou em grande estilo. “Promete amar e respeitar o senhor Rodrigo todos os dias de sua vida até que a morte os separe?”, perguntou o padre. “Sim, principalmente na vitória do Galo [Atlético MG]”, brincou arrancando a risada de todos presentes.

COVID-19

A cerimônia foi celebrada com todos os cuidados preventivos contra a COVID-19, mesmo com todos os idosos do lar e funcionários tendo recebido as duas doses da vacina. 

Eles estiveram no topo da lista de prioridade em Contagem para receber o imunizante devido ao surto da doença no asilo em 2020. O Lar Maria Clara conta com cerca de 60 idosos e teve nove mortes pela doença, além dos 36 contaminados. Além da equipe de funcionários que teve metade infectada pelo novo coronavírus.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade