Publicidade

Estado de Minas

Acredite se quiser: homem que foi preso 20 vezes continua livre em BH

Ele está obrigado a usar tornozeleira eletrônica pelo prazo mínimo de seis meses, quando será novamente avaliado


28/01/2021 20:20 - atualizado 28/01/2021 21:04

Foram colocadas, no entanto, condições que devem ser seguidas por Erivelto(foto: Reprodução)
Foram colocadas, no entanto, condições que devem ser seguidas por Erivelto (foto: Reprodução)
Mesmo depois de ter sido preso 20 vezes por roubo, arrombamento e invasões de lojas comerciais, sendo as duas últimas no último sábado (23/01) e na terça-feira (23/01), Erivelto Fernando Pereira está novamente solto, agora, graças a um alvará de soltura dado pelo juiz de plantão da 1ª Vara de Custódia da Comarca de Belo Horizonte.
 
 

Uma das vítimas de Erivelto é o restaurante Xico da Kafua, que foi invadido por ele no sábado e na terça-feira. Existe, inclusive, um vídeo que mostra o momento em que ele arromba uma janela e invade o estabelecimento.

Foram colocadas, no entanto, condições que devem ser seguidas por Erivelto. Em primeiro lugar, ele deve comparecer, mensalmente, à equipe multidisciplinar do Centro Integrado de Atendimento à Medida Extra Custódia, pelo prazo mínimo de seis meses.

A segunda medida diz que Erivelto está proibido de deixar Belo Horizonte, pelo prazo acima de 30 dias, sem a prévia autorização judicial. Terceiro, tem o dever de manter endereço atualizado. Quarto, está obrigado a se recolher de 20 horas às 6 horas do dia seguinte e, aos sábados e domingos, o recolhimento será em tempo integral.

Além disso fará o monitoramento eletrônico, ou seja, está obrigado a usar tornozeleira eletrônica pelo prazo mínimo de seis meses, quando será novamente avaliado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade