Publicidade

Estado de Minas ESTUPRO

Polícia prende homem que abusava da filha de 6 anos e exibia na internet

Pais da menina eram separados e a mãe mora em outra cidade que o pai, que usou site de pornografia infantil dos EUA para transmissão


26/01/2021 18:25 - atualizado 26/01/2021 18:48

Pai filmava abusos contra a filha de seis anos e transmitia via site norte-americano(foto: Reprodução/Pixabay)
Pai filmava abusos contra a filha de seis anos e transmitia via site norte-americano (foto: Reprodução/Pixabay)
O trabalho conjunto entre as polícias civis de Minas Gerais e Goiás resultou na prisão de um homem de 39 anos, em Pará de Minas, nesta terça-feira (26/01). Segundo a investigação, ele cometia estupro e abuso sexual de vulnerável, no caso a própria filha, uma menina de seis anos, Além das práticas ilícitas, ele ainda transmitia as cenas por meio de uma live, via um site sexual norte-americano.

As investigações tiveram início após uma denúncia recebida pela Delegacia de Crimes Cibernéticos de Goiás, segundo explica a delegada Sabrina Lelis da Silva. “Um mulher, muito corajosa por sinal, nos procurou trazendo a denúncia. Ele nos forneceu os endereços dos vídeos. A partir daí, demos início à investigação.”

Surgiram, no entanto, problemas impensáveis e inaceitáveis, segundo a delegada Sabrina. “Nós conseguimos descobrir qual era o site. Era de uma empresa norte-americana. Entramos em contato com eles, mas por incrível que pareça, não tivemos qualquer ajuda. Essas empresas não querem colaborar. Não estão nem aí. É um absurdo.”

Mas a partir do trabalho da Delegacia de Crimes Cibernéticos, conseguiu-se detectar de onde partiu o vídeo. A delegada Sabrina e a Delegacia Regional de Pará de Minas, conversando com os delegados Carlos Henrique Gomes Bueno e Douglas de Barcelos, que deram início à investigação.

História triste


Os investigadores conseguiram chegar ao endereço da casa e ao homem, que foi preso imediatamente. Ele estava com a filha, que foi conduzida para o Conselho Tutelar da cidade.

O pai e a mãe da menina são separados. Ela vive em outra cidade e será contactada pela polícia, para que tenha a guarda da criança.

Segundo os delegados Carlos Henrique e Douglas, a prisão do homem não encerra o caso, pois a partir de agora, eles darão início a uma segunda fase das investigações, pois existe a suspeita de que a filha de 6 anos não seria a única vítima do homem preso.

Eles querem saber, também, se existem outras pessoas envolvidas nessa história, pois geralmente, quando acontece um crime desse tipo, existe um grupo de frequentadores, que seria viciado em pornografia infantil.

A pena prevista para o caso desse homem preso, é de 10 a 20 anos, por estupro de vulnerável, mas esta poderá ser acrescida de dois a quatro anos, por abuso sexual.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade