Publicidade

Estado de Minas SEGUNDA CHAMADA

Matrícula da educação infantil em BH encerra nesta quinta-feira (21/01)

Em relação às aulas presenciais, a Prefeitura de Belo Horizonte informou que só vai retomar quando tiver condições seguras da COVID-19


20/01/2021 11:31 - atualizado 20/01/2021 11:57

Aulas presenciais só vão retornar após condições seguras contra COVID-19(foto: Divulgação/PBH)
Aulas presenciais só vão retornar após condições seguras contra COVID-19 (foto: Divulgação/PBH)
Atenção pais e responsáveis! A segunda chamada para realização de matrículas das crianças dos ensinos Infantil e Fundamental em BH se encerra nesta quinta-feira (21/01). Para evitar aglomerações, todo processo está sendo feito de maneira on-line pelo portal da Prefeitura de Belo Horizonte. Enquanto isso, o órgão informa que as aulas presenciais só retornarão com condições seguras.

Todo o processo de cadastramento escolar foi realizado de maneira on-line e em três etapas. Na primeira fase - de 23 de setembro a 19 de outubro de 2020 - foi aberto o sistema de matrícula automática dos alunos que já estudam em escolas da rede municipal, na Educação Infantil ou em creches, e que irão para o Ensino Fundamental.

A segunda etapa foi o cadastro de crianças de 4 e 5 anos de idade e de estudantes do Ensino Fundamental, realizado dos dias 20 a 30 de outubro de 2020. O resultado foi divulgado em 27 de novembro do ano passado.

A última etapa para crianças de 0 a 3 anos e gestantes que desejam uma vaga na rede municipal de Educação teve o resultado divulgado em 23 de dezembro, e a matrícula virtual foi realizada entre 23 de dezembro e 4 de janeiro deste ano.

E agora, nesta sexta-feira (22/01), será aberto o sobrecadastro geral dos nascidos até 31 de março de 2017, também para quem perdeu as datas.

Em 2020, a prefeitura atendeu todas as crianças de 3 anos cadastradas e, para 2021, mais uma idade terá atendimento garantido. A Secretaria Municipal de Educação ampliou o compromisso de atender todas as crianças cadastradas de 2 anos com essa segunda chamada e a cada mês ao longo de 2021, até que todos os estudantes de 2 a 5 anos sejam contemplados.

Ano letivo

Enquanto isso, a Prefeitura de Belo Horizonte informou que a volta das aulas presenciais dependem de condições seguras. Confira o posicionamento na íntegra: 

“A Prefeitura de Belo Horizonte informa que as condições seguras para retorno das aulas presenciais dependem da baixa taxa de incidência do vírus (circulação) e da redução da ocupação de leitos, sobretudo de UTI.

Se os indicadores acima citados apresentarem margem de segurança, o retorno poderá acontecer. Porém, ainda é impossível precisar a data. Estamos esta semana com recorde da taxa de incidência da doença em Belo Horizonte, que atingiu 418,9 novos casos por 100 mil habitantes no acumulado dos últimos 14 dias. Ontem, dia 19, o índice de transmissão por infectado (Rt) foi de 1,05, nível amarelo; taxa de ocupação dos leitos de UTI Covid 84,3%, nível vermelho; e de Enfermaria Covid 65,8%, nível amarelo.

Caso a população mantenha o isolamento e as práticas de higiene, poderemos ter um retorno ainda mais rápido”

*Estagiária sob supervisão do subeditor Daniel Seabra


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade